São Paulo Cidade de São Paulo registra duas mortes por dia no trânsito durante o primeiro trimestre de 2023

Cidade de São Paulo registra duas mortes por dia no trânsito durante o primeiro trimestre de 2023

Principais vítimas são motociclistas, com 83 registros, o que representa 40% do total; número de pedestres mortos chegou a 70

  • São Paulo | Geovanna Hora, da Agência Record

Resumindo a Notícia
  • Dados são do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito).

  • Foram registrados 209 óbitos em acidentes entre janeiro e março deste ano.

  • Desde 2015, 15.528 motociclistas morreram em acidentes.

Acidente de trânsito entre uma moto e um ônibus na estrada do Campo Limpo, zona sul de São Paulo

Acidente de trânsito entre uma moto e um ônibus na estrada do Campo Limpo, zona sul de São Paulo

VAN CAMPOS/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

A cidade de São Paulo registrou duas mortes por dia no trânsito durante o primeiro trimestre de 2023, sendo esse o maior número desde 2016, de acordo com dados do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo).

• Compartilhe esta notícia no Whatsapp
• Compartilhe esta notícia no Telegram

Foram registrados 209 óbitos em acidentes entre janeiro e março deste ano, o que consiste em um aumento de 11% em relação ao mesmo período de 2022. Esse também é o terceiro maior número de mortes no trânsito para o período, desde o início da série histórica, atrás apenas de 2016, com 233 mortes, e de 2015, com 274 óbitos.

As principais vítimas são motociclistas, com 83 registros, o que representa 40% do total. Já o número de pedestres mortos chegou a 70, o que equivale a 33%.

Os dados do Infosiga mostram também que, desde 2015, 15.528 motociclistas morreram em acidentes, o que coloca a moto em primeiro lugar na lista de veículos mais perigosos para circular na capital paulista, seguida pelos automóveis, que provocaram 10.984 mortes. Os pedestres figuram em terceiro lugar no acumulado de principais vítimas, com 10.978 óbitos.

Últimas