São Paulo Cidades da Grande SP anunciam reajuste da tarifa do transporte

Cidades da Grande SP anunciam reajuste da tarifa do transporte

Até o momento, sete municípios da região metropolitana já confirmaram o aumento no valor da passagem para 2022

  • São Paulo | Letícia Assis, da Agência Record

Onze prefeituras afirmaram que não haverá reajuste

Onze prefeituras afirmaram que não haverá reajuste

Reprodução / Record TV

Cidades da região metropolitana de São Paulo já anunciaram reajustes na tarifa do transporte coletivo em 2022. Até o momento, sete municípios confirmaram o aumento no valor da passagem: São Bernardo do Campo, Guarulhos, Mauá, Francisco Morato, Franco da Rocha, Itapecerica da Serra e Diadema.

Em São Bernardo, o prefeito Orlando Morando Júnior (PSDB) anunciou que a tarifa passou para R$ 5,10, a ser validada a partir da zero hora do próximo domingo, 2 de janeiro de 2022.

Em Guarulhos, a partir do próximo ano, usuários que quiserem utilizar o transporte público municipal terão que pagar R$ 5,00. Para quem usa o Bilhete Único, esse valor cai para R$ 4,90, enquanto o vale-transporte atinge a casa dos R$ 5,50. De acordo com o município, esse é o primeiro reajuste após três anos de congelamento da tarifa.

Mauá também vai reajustar a tarifa. A partir de 23 de janeiro de 2022, o valor pago pelos usuários que desejarem utilizar o transporte público municipal será de R$ 6. Ainda no decreto, o prefeito Marcelo Oliveira (PT) reiterou os benefícios da tarifa social, meia-tarifa e gratuidade.

No município de Francisco Morato o valor da tarifa do transporte coletivo também sofrerá alteração. A partir de 3 de janeiro de 2022, o preço da passagem será de R$ 4,90.

Diadema também anunciou a mudança no valor da tarifa. A partir da zero hora de 2 de janeiro de 2022, o valor da passagem passará de R$ 4,65 para R$ 5,10.

Ainda segundo a nota enviada por Guarulhos, Mogi das Cruzes também vai aumentar o valor da passagem. Questionamos o município sobre as alterações.

Cidades que não vão reajustar

undefined

Onze cidades, como Santo André, Osasco, São Caetano do Sul, Arujá, Carapicuíba, Suzano, Poá e São Paulo, informaram que não vão aplicar nenhum reajuste na tarifa do transporte público do município em 2022.

Outros cinco municípios (Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Taboão da Serra, Embu das Artes e Itaquaquecetuba), disseram que  ainda estão avaliando a possibilidade de aumento da tarifa.

A reportagem questionou os 39 municípios da região metropolitana sobre o aumento ou não de suas tarifas.

Últimas