São Paulo Comissão de Ética da Alesp adia para 6ª feira votação contra Cury 

Comissão de Ética da Alesp adia para 6ª feira votação contra Cury 

Relator sugeriu suspensão do parlamentar por 6 meses por ter tocado seio de Isa Penna (PSOL) durante sessão em dezembro

  • São Paulo | Do R7

Comissão de Ética da Alesp adia para sexta-feira votação contra deputado Fernando Cury

Comissão de Ética da Alesp adia para sexta-feira votação contra deputado Fernando Cury

Alesp - 05.02.2021

O Conselho de Ética da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) adiou para sexta-feira (5) às 10h a votação do processo contra o deputado estadual Fernando Cury (Cidadania) por quebra de decoro parlamentar. Ele teria colocado a mão na lateral do seio da deputada Isa Penna (PSOL) durante a sessão em 16 de dezembro. 

O parecer do relator, deputado Emídio de Souza (PT), foi lido em sessão virtual na manhã desta quarta-feira (3) e trouxe o depoimento de sete testemunhas e dos envolvidos. Ele sugeriu a suspensão de Cury por seis meses, sem direito a qualquer benefício como parlamentar.  

No entanto, os deputados Wellington Moura (Republicanos) e Adalberto Freitas (PSL) pediram vistas para análise do documento redigido pelo relator, adiando a votação por 48 horas. Eles alegaram que precisavam de tempo antes de decidir a punição ao parlamentar.

A presidente da Comisssão, Maria Lúcia Amary (PSDB), lembrou a todos que o prazo regimental de votação estava perto do limite e que "o caso aconteceu em dezembro e já estamos em março". Ela ainda destacou que a sociedade exige uma resposta assim como os dois deputados envolvidos.

Após uma votação que teve cinco votos favoráveis, um contra e duas abstenções, a decisão foi adiada para a próxima sexta-feira.

O caso 

Um vídeo gravado por uma câmera da Alesp registrou o momento em que o deputado se aproxima da parlamentar, quando ela está próxima à mesa da presidência. Cury se posiciona por trás da deputada e passa a mão na altura do seio e da cintura. A parlamentar então retira a mão do colega. Em seguida, Cury põe a mão no ombro de Penna, que afasta novamente a mão dele.

"Não é um caso isolado. A gente vê a violência política institucional a todo tempo contra as mulheres. O que dá direito a alguém de encostar em uma parte íntima do meu corpo? É o meu corpo. Eu tenho o direito de estar aqui sem ser apalpada e assediada", afirmou Isa Penna na ocasião.

Já Fernando Cury rebateu: "Não houve de forma alguma tentativa de assédio, de importunação sexual ou de qualquer outra coisa com algum nome semelhante a este. Eu nunca fiz isso na minha vida toda. Se a deputada Isa Penna se sentir ofendida pelo abraço que eu dei, eu peço desculpa por isso".

O deputado Campos Machado (Avante), membro do Conselho de Ética, está de licença médica e não participou da sessão desta quarta. Alex de Madureira (PSD), membro do Conselho de Ética, faltou à sessão em que seria ouvido como testemunha a pedido de Isa Penna. Ele conversava com Cury momentos antes do fato e logo após.

Depois de votado pela Comissão de Ética, o relatório sobre Cury ainda precisa ser levado a plenário.

Últimas