São Paulo Condomínio de luxo no interior de SP é alvo de buscas por golpista

Condomínio de luxo no interior de SP é alvo de buscas por golpista

Em casa de alto padrão, moraria um dos maiores fraudadores do sistema bancário do país. Ele e mais 2 suspeitos foram indiciados

  • São Paulo | Do R7

Segundo a polícia, patrimônio era incompatível com a vida do homem

Segundo a polícia, patrimônio era incompatível com a vida do homem

Reprodução/Record TV

A polícia cumpriu mandados de busca e apreensão em um condomínio de luxo em Itu, no interior de São Paulo. Em uma das casas de alto padrão, moraria um dos maiores fraudadores do sistema bancário do país. Ele e mais duas pessoas foram indiciadas, mas responderão em liberdade.

Com uma longa ficha criminal, Fernando do Nascimento Gonçalves, conhecido como "Moranguinho", é suspeito de participar de golpes a uma das principais plataformas de comércio eletrônico da internet.

Assim que amanheceu, policiais civis cumpriram mandados de busca no condomínio. Moranguinho é apontado pela polícia como um dos maiores fraudadores do sistema bancário do país.

Segundo as investigações, entre maio e agosto do ano passado, "Moranguinho" teria criado uma conta num site e começado a vender máscaras cirúrgicas e aventais de uso hospitalar pela internet.

Na época, era alta a demanda por esses produtos e em pouco tempo ele atingiu uma boa reputação entre os consumidores. Foi a partir de então que ele teria passado a oferecer produtos mais caros: eletroeletrônicos que nunca seriam entregues. Em três dias, teria conseguido faturar R$ 121 mil.

Os consumidores foram ressarcidos pela plataforma de vendas, que procurou a divisão de crimes cibernéticos. "Moranguinho", a filha dele e um funcionário foram indiciados por estelionato e associação criminosa e respondem pelos crimes em liberdade.

Durante as buscas realizadas em três endereços em diferentes cidades do estado de São Paulo, policiais apreenderam celulares, computadores e dois carros. Patrimônio, segundo a polícia, incompatível com a vida do homem que declarou não ter emprego, nem empresas.

“Moranguinho” tem mais de 20 passagens pela polícia. Procurada pela reportagem da Record TV, a defesa dele não foi encontrada.

Últimas