São Paulo Controladoria-Geral do Estado de SP investiga contratos sem licitação do Instituto Butantan

Controladoria-Geral do Estado de SP investiga contratos sem licitação do Instituto Butantan

O órgão de investigação passou a analisar se houve superfaturamento em contratos da ordem de R$ 161 milhões

  • São Paulo | Do R7

O comitê é formado por especialistas do Instituto Butantan

O comitê é formado por especialistas do Instituto Butantan

Google Street View - 08.07.2022

A Controladoria-Geral do Estado de São Paulo investiga supostas irregularidades em contratos firmados pelo Instituto Butantan na área de TI (tecnologia da informação). O órgão de investigação do Executivo paulista passou a verificar contratos de cerca de R$ 161 milhões firmados pela entidade com a empresa SAP Brasil Ltda para a implantação e o licenciamento de um sistema integrado de gestão empresarial.

Os contratos sem licitação levantaram suspeitas de um possível superfaturamento e já são alvo de investigação do TCE (Tribunal de Contas do Estado). A Controladoria passou a investigar o caso depois que as despesas do Butantan com esses contratos foram assunto de uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo, no início de novembro. 

Na quarta-feira (30), o então diretor-geral do Instituto Butantan, Dimas Covas, pediu demissão de seu cargo. Segundo o Butantan, a decisão foi tomada em outubro, antes da reportagem, não havendo, portanto, ligação com o fato. "O médico hematologista Dimas Covas deixou o Instituto Butantan porque assumiu o cargo de diretor-executivo na Fundação Butantan, instituição de direito privado que apoia o Instituto", afirmou o Butantan em nota.

Também na quarta-feira, o governador eleito Tarcísio de Freitas (Republicanos) anunciou o médico infectologista Esper Kallás para comandar o Instituto Butantan a partir de 2023. 

O governo de São Paulo divulgou uma nota sobre a apuração feita pela Controladoria. Veja abaixo, na íntegra:

Em maio deste ano, o governador Rodrigo Garcia criou a Secretaria Extraordinária de Ciência, Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde, que passou a ser responsável pelo gerenciamento do Instituto Butantan. Desde a sua criação, a Pasta iniciou processo de acompanhamento detalhado das ações do Butantan. Há três semanas, o Governo de SP encaminhou para análise da Controladoria Geral do Estado matéria publicada pela Folha de S.Paulo em 9 de novembro, que trata de contratos na área de TI. A Controladoria também analisa eventuais apontamentos feitos pela Secretaria Extraordinária de Ciência, Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde em processos relacionados à área de infraestrutura.

Últimas