São Paulo Coronel da PM é denunciado pela segunda vez por assédio sexual

Coronel da PM é denunciado pela segunda vez por assédio sexual

Vítima relatou que o militar a ameaçava, além de enviar mensagens de áudio e texto se insinuando sexualmente para ela

  • São Paulo | Do R7

É a segunda denúncia de assédio sexual contra Cássio Novaes

É a segunda denúncia de assédio sexual contra Cássio Novaes

Reprodução/Record TV

Uma soldado da Polícia Militar de São Paulo denunciou o coronel Cássio Novaes por assédio sexual. Novaes foi afastado de suas funções e responderá também por ameaça e constrangimento. As informações são da Record TV.

Segundo a denunciante, o militar enviava mensagens de áudio e texto se insinuando sexualmente para ela.

A vítima, de 30 anos, relatou também que, se não cedesse às investidas, era constantemente ameaçada.

A audiência do caso foi marcada para o próximo dia 5, quando o denunciado responderá por quatro crimes, entre eles assédio sexual e ato libidinoso sem consentimento da vítima. Os outros dois (ameaça e constrangimento) constam no Código Penal Militar.

Essa não é a primeira denúncia contra Novaes na corregedoria da corporação. Ele também é réu por crime de assédio sexual envolvendo uma outra soldado da polícia.

O coronel não atendeu às ligações da reportagem do Balanço Geral.

Últimas