São Paulo Cruzeiro do MSC Splendida é cancelado após surto de Covid-19

Cruzeiro do MSC Splendida é cancelado após surto de Covid-19

Navio teve 78 casos positivos para novo coronavírus, entre passageiros e tripulantes, e atracou em Santos nesta quinta (30)

  • São Paulo | Guilherme Padin, do R7

Ana Luísa Vieira/R7

O cruzeiro do MSC Splendida, navio que atracou em Santos (SP) após um surto de Covid-19, foi cancelado na tarde desta sexta-feira (31). A informação foi relatada por um passageiro ao R7, e confirmada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Com 4.000 pessoas a bordo, o navio teve 78 testes positivos para o novo coronavírus, entre passageiros e tripulantes, motivo pelo qual atracou no Porto de Santos, nesta quinta-feira (30), após recomendação da Anvisa.

Segundo o empresário Fabiano Rodrigues, passageiro da embarcação, a notícia foi anunciada aos viajantes em um contexto de desinformação e falta de cuidado com as medidas sanitárias de combate ao vírus.

“Não há comunicação entre os responsáveis pelo navio e os passageiros. Hoje, por exemplo, nos prometeram notícias às 11h, e não houve comunicado algum”, afirmou Rodrigues. O primeiro anúncio do cancelamento, de acordo com ele, ocorreu somente após as 14h.

Passageiro registrou momento de confusão após anúncio do cancelamento

Passageiro registrou momento de confusão após anúncio do cancelamento

Reprodução

Fabiano disse que, apesar do surto de Covid-19, não houve preocupação com os protocolos de saúde no navio: “As pessoas estão sem máscara, e ninguém fiscaliza ou chama a atenção. Nos bares, as pessoas são servidas independentemente de estarem ou não usando máscara. E o serviço é tão falho que gera aglomeração e filas enormes”.

A reportagem questionou a operadora do cruzeiro a respeito das queixas relatadas pelo passageiro, mas não recebeu resposta.

O desembarque dos passageiros, segundo a nota divulgada pela Anvisa, ocorrerá de acordo com os protocolos de segurança. Os positivados permanecerão isolados no navio, monitorados pelos Cievs (Centros de Informações Estratégicas em Saúde) dos municípios de destino. Os passageiros não infectados vão passar por testes de Covid-19 antes de desembarcar, e seu transporte ocorrerá a cargo da MSC.

Ainda de acordo com a Anvisa, há indícios de existência de casos da variante ômicron entre os confirmados: "Durante as investigações realizadas nos navios MSC Splendida e Costa Diadema, amostras foram coletadas para mapeamento genômico e identificação de possíveis variantes, especialmente a Ômicron. Na embarcação Splendida, há forte indicativo que se trata da referida VOC."

Últimas