São Paulo Desempregados terão credencial para acesso gratuito à CPTM

Desempregados terão credencial para acesso gratuito à CPTM

Benefício irá substituir o Bilhete Especial do Desempregado e deve integrar trem e metrô em um só cartão a partir desta quarta (1º)

  • São Paulo | Rodrigo Martinez,* da Agência Record

Credencial de desempregados dá acesso gratuito à CPTM

Credencial de desempregados dá acesso gratuito à CPTM

Edson Lopes Jr./R7 - 12.04.2021

Os cidadãos desempregados há mais de 30 dias poderão requisitar a Credencial para Trabalhadores Desempregados, que oferecerá acesso integrado gratuito à CPTM e ao Metrô, a partir desta quarta-feira (1º).

O benefício irá substituir o Bilhete Especial do Desempregado e integrar os dois modais em um só cartão.

O atendimento aos interessados em requerer o benefício será somente no posto da CPTM na estação Palmeiras-Barra Funda, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, exceto feriados.

A obtenção da credencial para quem precisa do benefício temporário será concentrada na estação Barra Funda para otimizar os recursos das empresas e ampliar ainda mais a qualidade da prestação do serviço. O uso de máscara no local é obrigatório. 

Para fazer a requisição do benefício, que é pessoal e intransferível, é preciso apresentar no posto os seguintes documentos: RG, CPF, a rescisão do contrato de trabalho (último emprego) e a carteira de trabalho, física ou digital, constando a baixa no último emprego. As credenciais são válidas por 90 dias não renováveis e são distribuídas aos trabalhadores demitidos há, no mínimo, 30 dias.

Os bilhetes emitidos antes do dia 1º de setembro, tanto da CPTM quanto do Metrô, eram unitários e válidos unicamente para cada uma das empresas. Ambos continuarão com a validade de 90 dias a partir da data de emissão e o cidadão poderá utilizá-los normalmente, sem necessidade de troca.

Para acessar a CPTM e o Metrô, os passageiros deverão apresentar a credencial e a carteira de trabalho nas catracas para os funcionários. Os bilhetes especiais do desempregado que estão em posse dos passageiros poderão ser usados até perderem a validade.

*Estagiário sob supervisão de Edilson Muniz, da Agência Record

Últimas