Discussão entre dois irmãos acaba em morte em Mauá, na Grande SP

Júnior de Jesus teve a prisão temporária decretada, suspeito de agredir o irmão até a morte com a ajuda de um amigo, que também está foragido

 Suspeito de matar irmão, Júnior de Jesus teve a prisão temporária decretada

Suspeito de matar irmão, Júnior de Jesus teve a prisão temporária decretada

Reprodução Record TV

Júnior de Jesus, de 30 anos, teve a prisão temporária decretada por ser suspeito de matar o irmão Judson Jesus Batista, de 28 anos. Ele teve ajuda do amigo Davi Elias da Silva, de 29 anos, que também está foragido. O caso aconteceu na casa da família em Mauá, na Grande São Paulo. As informações são da Record TV.    

Leia mais: 'Tenho medida protetiva' diz mulher que levou 6 tiros de ex-marido

Segundo a Polícia Civil, a vítima era esquizofrênica e usuária de drogas e costumava criar problemas para a família por causa do vício. O irmão Júnior, com a ajuda de um amigo, teria resolvido agredir Judson após uma discussão. A vítima foi imobilizada e agredida até cair desacordada.

Veja também: Ouvidoria contesta ação policial em mais 3 bailes funk de SP 

Os dois agressores ainda tentaram prestar os primeiros-socorros à vítima, que já estava morta. Familiares pediram para os dois se entregassem à polícia, mas eles decidiram fugir e tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça. O caso é investigado pelo 1º DP de Mauá.