São Paulo Dom Luiz de Orleans e Bragança morre em SP aos 84 anos

Dom Luiz de Orleans e Bragança morre em SP aos 84 anos

Quadro de saúde do chefe da Casa Imperial do Brasil já era considerado 'irreversível' por médicos

  • São Paulo | Do R7

Dom Luiz de Orleans e Bragança

Dom Luiz de Orleans e Bragança

Reprodução/Twitter/Pro Monarquia

O bisneto da princesa Isabel, dom Luiz de Orleans e Bragança, chefe da Casa Imperial do Brasil, morreu nesta sexta-feira (15), aos 84 anos, em São Paulo. A morte de dom Luiz foi confirmada pela página Pró Monarquia nas redes sociais.

O quadro de saúde já era considerado "irreversível", segundo os médicos do hospital em que ele estava internado havia cerca de um mês. Em postagem nas redes sociais, a família chegou a pedir orações por dom Luiz de Orleans e Bragança.

Nesta sexta, a página Pro Monarquia afirmou que o príncipe dom Bertrand de Orleans e Bragança assume a chefia da Casa Imperial do Brasil. Veja a íntegra da nota.

Cumprimos o doloroso dever de comunicar o falecimento de Sua Alteza Imperial e Real o Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, que, hoje, dia 15 de julho de 2022, na cidade de São Paulo, aos 84 anos de idade, confortado com os Sacramentos da Santa Igreja e a Bênção Apostólica, Deus Nosso Senhor teve por bem chamar a Si.

O falecido era o primogênito do Príncipe Dom Pedro Henrique de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil a partir de 1921, e da Princesa Dona Maria da Baviera, tendo nascido no Exílio, a 6 de junho de 1938, em Mandelieu-la-Napoule (França). Pelo falecimento de seu Pai, a 5 de julho de 1981, sucedeu-o na Chefia da Casa Imperial, como legítimo sucessor dinástico de seus maiores, os Imperadores Dom Pedro I e Dom Pedro II e a Princesa Dona Isabel.

Informações sobre as Exéquias serão disponibilizadas oportunamente.

Com o falecimento do Senhor Dom Luiz, sucede-o como Chefe da Casa Imperial do Brasil seu irmão, o Príncipe Dom Bertrand de Orleans e Bragança, que a todos encarece orações em sufrágio da alma do augusto falecido.

Últimas