Drone provoca cancelamento e atraso de voos em Congonhas

Pousos e decolagens foram cancelados entre 20h15 e 22h25

Drone provocou atrasos e cancelamentos no aeroporto
Drone provocou atrasos e cancelamentos no aeroporto Felipe Rau/Estadão - 12.11.17

Um drone que sobrevoou a pista de pouso no Aeroporto de Congonhas, na zona Sul da capital, na noite de domingo (12), interrompeu pousos e decolagens entre as 20h15 e 22h25.

Por conta do incidente, o horário de operação usual do aeroporto foi estendido em duas horas. Às 00h45, os dois últimos aviões aterrisavam na pista e ainda havia pessoas no saguão, remarcando voos.

A polícia não sabe quem era a pessoa que estava operando o drone em área restrita. Diversas aeronaves que iriam descer na capital foram desviadas para outros aeroportos, como Cumbica, em Guarulhos, e Viracopos, em Campinas.

Parte dos voos foram transferidos para a manhã desta segunda-feira (13). A Latam informou que nove voos foram cancelados e treze desviados para cidades como Campinas, Guarulhos, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro.

De acordo com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o uso indevido de drones pode gerar processos administrativos, civis e criminais. As normas que regulamentam a operação de drones foram definidas em maio.

Na manhã desta segunda (13), o aerporto funciona normalmente. Entre 6h e 7h, foi registrado um atraso.