São Paulo Em áudio, jovem morto pela Rota diz ter sido 'forjado' e preso. Ouça

Em áudio, jovem morto pela Rota diz ter sido 'forjado' e preso. Ouça

Roney Oliveira, 20 anos, teria enviado áudio para companheira dizendo que havia sido pego por policiais. Ele foi morto junto com três amigos

  • São Paulo | Kaique Dalapola, do R7, com Record TV

Em áudios, Roney teria dito que estava sendo preso pela Rota

Em áudios, Roney teria dito que estava sendo preso pela Rota

Reprodução/Facebook

Um áudio atribuído a Roney Oliveira, 20 anos, indica que o rapaz havia mandado um áudio via WhatsApp para a companheira dizendo que estava sendo "forjado" e seria preso. Ele e outros três amigos, com idades entre 19 e 23 anos, foram mortos por policiais militares da Rota, na quarta-feira (17), na rodovia Presidente Dutra, região de Guarulhos (Grande São Paulo).

"Eu fui preso, amor. Fui preso. Estou indo preso. Eu te amo muito, você e o Arthur [filho dele]. Se Deus quiser, amanhã estou na rua, entendeu? Amanhã se Deus quiser estou na rua. Estou indo forjado, mano. Os caras INAUDÍVEL o pneu do carro e tudo mais", diz o áudio de 18 segundos. Ouça abaixo.

Na versão da Polícia Militar após a ocorrência, Roney e os amigos Nicolas Canda, 19 anos, Leonardo Carvalho, 23 anos, e Vitor Barbosa, 21 anos, estavam fugindo da viatura policial por 21 km e, na rodovia, o pneu do carro estourou, os rapazes desceram trocando tiro e foram mortos no revide.

Os PMs apresentaram para Polícia Civil de Guarulhos um colete balístico, uma arma calibre 12 e uma submetralhadora com munições, e disseram que o armamento estava no carro, em posse dos rapazes.

Os policiais militares ainda chegaram a dizer, em um primeiro momento, que o Hyundai HB20 que os rapazes estavam era furtado. No entanto, o carro estava no nome de Vitor — que era o condutor do veículo na suposta fuga dos jovens. 

O R7 questionou a Polícia Militar e a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) se têm conhecimento do áudio e pediu posicionamento. No entanto, não houve retorno até a públicação desta reportagem.

Últimas