São Paulo Em menos de 1 hora, três pessoas são mortas por policiais da Rota

Em menos de 1 hora, três pessoas são mortas por policiais da Rota

Confrontos aconteceram cerca de 24 horas depois do PM Fernando Flávio Flores, da Rota, ser executado enquanto saía de casa no sábado (04)

Casos ocorreram na zona norte e zona sul de SP

Casos ocorreram na zona norte e zona sul de SP

Divulgação

Em menos de uma hora, policiais da Rota mataram três pessoas em Pirituba, na zona norte, e Americanopolis, na zona sul de São Paulo. Casos ocorreram na noite deste domingo (5).

No primeiro caso, às 19h37, duas pessoas morreram após uma troca de tiros com os agentes, na Avenida Raimundo Pereira Magalhães, em Pirituba, zona norte da capital paulista. Segundo a PM, eles teriam disparado contra os policiais depois receber uma ordem de parada do veículo em que estavam. 

Veja também: Policial Militar da Rota é morto a tiros pelas costas em Santos

Os homens foram socorridos e encaminhados ao Pronto Socorro do Hospital Geral de Taipas, mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Os policiais não ficaram feridos.

No carro, foram apreendidos duas pistolas, uma espingarda, um fuzil carregado e uma certa quantidade de drogas, que ainda será contada.

O caso foi registrado no DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa).

Segundo caso

A terceira morte ocorreu em Americanópolis, zona sul da capital paulista, por volta das 20h12.

De acordo com a  Polícia Militar, o homem teria resistido a abordagem de uma equipe. Houve uma troca de tiros e ele foi atingido. O homem foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O caso também foi registrada no DHPP.

Os confrontos aconteceram cerca de 24 horas depois do PM Fernando Flávio Flores, da ROTA, ser executado enquanto saía de casa, no sábado (04), em uma rua de Interlagos, zona sul da capital.