São Paulo Estacionamento do Ibirapuera tem novas regras a partir desta sexta (6)

Estacionamento do Ibirapuera tem novas regras a partir desta sexta (6)

Com nova gestão passada a empresa terceirizada, valores da diária baixarão para R$ 10 em dias comuns e R$ 12 em fins de semana

Local estava sob responsabilidade da CET (Companhia de Engenharia e Tráfego)

Local estava sob responsabilidade da CET (Companhia de Engenharia e Tráfego)

Rubens Chaves/Folhapress - 24/05/2018

A partir desta sexta-feira (6), o estacionamento do Parque Ibirapuera terá novas regras de cobrança e funcionamento, após o início da operação de uma empresa terceirizada no local - antes sob responsabilidade da CET (Companhia de Engenharia e Tráfego). Agora, será cobrado um valor diário de R$ 10 em dias de semana e R$12 aos finais de semana para quem ocupar uma das 1.080 vagas disponíveis. 

Antes era possível permanecer por até quatro horas pelo valor de R$ 10. O tempo de isenção será de 15 minutos, independente do dia.

O pagamento poderá ser realizado por meio de dinheiro, cartões de débito e crédito – bandeiras Visa, MasterCard, Elo, Hiper e Amex –, além dos sistemas Sem Parar, Veloe e ConectCar. Serão oito pontos de autoatendimento para pagamento em cartão – localizados nos portões 1, 2, 3 e 7 – e um ponto de atendimento para pagamento em dinheiro e cartão – localizado no portão 3.

O estacionamento irá funcionar sempre de acordo com os horários do Parque Ibirapuera.

Novo fluxo

O fluxo de entrada e saída do parque será alterado também, com o objetivo de reduzir as filas. O acesso pelo portão 3 (estacionamento Autorama) contará com duas cancelas para entrada e duas cancelas para saída; pelo portão 7 (estacionamento serraria) será uma cancela para entrada e uma para saída.

Os portões 1 e 2 (estacionamento MAM/Bienal) serão utilizados somente para saída, com duas cancelas; já o portão 10 (estacionamento Museu Afro) será destinado aos carros credenciados, com uma cancela de entrada e uma de saída.

A Indigo Brasil, que assumirá a operação, promete ainda investir cerca de R$ 1 milhão no parque, com a implementação de cancelas automatizadas, sinalização e pintura e de um sistema de segurança. 

Últimas