São Paulo Ex-governador de SP, Márcio França é alvo de operação da polícia

Ex-governador de SP, Márcio França é alvo de operação da polícia

Policiais cumprem 34 mandados de busca e apreensão na capital e na Baixada Santista. Irmão de França, Cláudio, também é alvo

  • São Paulo | Fabíola Perez, do R7

Márcio França (PSB) é alvo de operação policial em São Paulo

Márcio França (PSB) é alvo de operação policial em São Paulo

Reprodução/Record TV

O ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB) é um dos alvos de uma operação realizada pela Polícia Civil de São Paulo na manhã desta quarta-feira (5). A Operação Raio X investiga supostos desvios na área da saúde. O irmão do ex-governador, Cláudio França, também é um dos nomes investigados. 

Os policiais cumprem 34 mandados de busca e apreensão, e entre os endereços investigados estão alguns relacionados ao ex-governador na capital e na Baixada Santista. Além da Polícia Civil, o Ministério Público e a Corregedoria-Geral da Administração atuam na operação que apura crimes de formação de quadrilha, peculato e lavagem de dinheiro.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nas regiões de Araçatuba, Bauru, Baixada Santista, Campinas, Capital e Presidente Prudente. As investigações tramitam sob segredo de Justiça. 

A Raio X é um desdobramento de uma investigação da Polícia Civil de Araçatuba, no interior de São Paulo, que apura crimes de peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa de Márcio França criticou a operação e negou que o ex-governador tenha tido relação com empresas ou pessoas alvos da investigação. "Não há outro nome para uma trapalhada, por falsas alegações, que determinadas “autoridades”, com “medo de perder as eleições”, tenham produzido os fatos ocorridos nesta manhã em minha casa."

O ex-governador disse, por meio de sua assessoria, que a operação tem cunho político-eleitoral. "Não tenho ou tive qualquer relação comercial ou advocatícia com as pessoas jurídicas e físicas que são alvo da investigação. É lamentável que se comece uma eleição para o Governo de São Paulo com essas cenas de abuso de poder político."

França disse ainda que não tem vínculos com serviços públicos e não responde por nenhum processo criminal. "Eu não sou alvo de nenhuma operação, pois sou advogado particular, não tenho relações nem vínculo com serviços públicos. Não tenho relação com a área médica ou de saúde."

"Já venho há tempos alertando que um grupo criminoso em São Paulo tenta me impedir de expressar a verdade. Sabem que não compactuo com eles, que querem tomar conta do Estado de São Paulo. Se depender de mim, não vão conseguir."

Últimas