São Paulo Farmacêutico sem registro é preso por venda irregular de remédios

Farmacêutico sem registro é preso por venda irregular de remédios

Estabelecimento foi autuado e interditado. Polícia apura se medicamentos apreendidos foram desviados de hospitais de SP

  • São Paulo | Mariana Rosetti e Dayane Nascimento, da Agência Record

Farmacêutico com registro suspenso foi preso em flagrante por venda irregular de remédios

Farmacêutico com registro suspenso foi preso em flagrante por venda irregular de remédios

Reprodução / Google Street View

Um farmacêutico com registro suspenso foi preso em flagrante durante operação que apurava venda irregular de vacina contra a covid-19, nesta terça-feira (13), na Vila Maria, zona norte de São Paulo. Ele comercializava medicamentos de maneira irregular.

Policiais se deslocaram até a Drogaria Diamante, na avenida Alberto Byington, para averiguar uma denúncia de venda de vacina contra covid-19, o que é proibido. Nada foi encontrado com relação ao imunizante, contudo, a polícia apreendeu uma série de medicamentos vendidos, armazenados e obtidos irregularmente.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, na farmácia "os agentes localizaram grande quantidade de medicamentos de uso exclusivo hospitalar, remédios de uso controlado em desacordo com os registros exigíveis pelos órgãos sanitários, medicamentos vencidos e em condições inadequadas de armazenamento, medicamentos de venda proibida e tanques de oxigênio".

O estabelecimento foi autuado e interditado pelos órgãos responsáveis, e o farmacêutico, que está com o registro profissional suspenso, foi preso em flagrante.

Um inquérito foi instaurado para averiguar se esses medicamentos apreendidos foram desviados de hospitais.

A operação foi deflagrada por policiais civis da 1ª Delegacia da Divisão de Investigações sobre Infrações contra a Saúde Pública do DPPC, em conjunto com a COVISA (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde) e CRF (Conselho Regional de Farmácia).

Últimas