São Paulo Fotógrafo Sebastião Salgado leva sua exposição 'Amazônia' a SP

Fotógrafo Sebastião Salgado leva sua exposição 'Amazônia' a SP

Mostra com 200 fotos em preto e branco foi inaugurada nesta segunda-feira (14) no Sesc Pompeia e vai até o dia 10 de julho

AFP
Exposição 'Amazônia', no Sesc Pompeia, traz fotos de Sebastião Salgado

Exposição 'Amazônia', no Sesc Pompeia, traz fotos de Sebastião Salgado

Nelson Almeida/AFP - 14.02.2022

O fotógrafo Sebastião Salgado inaugurou nesta segunda-feira (14) sua exposição Amazônia em São Paulo, primeira parada de uma turnê no Brasil da mostra com a qual busca conscientizar sobre a preservação da maior floresta tropical do mundo e das comunidades indígenas.

Composta de mais de 200 imagens resultantes de sete anos de trabalho, a exposição do mineiro, que hoje mora em Paris, foi lançada em maio de 2021 na capital francesa e posteriormente apresentada em Roma e Londres.

Exposição 'Amazônia', no Sesc Pompeia, traz fotos de Sebastião Salgado

Exposição 'Amazônia', no Sesc Pompeia, traz fotos de Sebastião Salgado

Nelson Almeida/AFP - 14.02.2022

Agora ficará exposta em São Paulo até 10 de julho, e depois seguirá para o Rio de Janeiro, onde permanecerá até janeiro de 2023, antes de passar por capitais do norte ao sul do país, como Belém, Manaus e Belo Horizonte.

“Essas fotografias representam a Amazônia viva, do bioma, das comunidades indígenas. Nós, nesta exposição, não representamos a Amazônia morta, a destruída, das propriedades rurais”, descreveu Salgado, de 78 anos.

Exposição 'Amazônia', no Sesc Pompeia, traz fotos do Sebastião Salgado

Exposição 'Amazônia', no Sesc Pompeia, traz fotos do Sebastião Salgado

Nelson Almeida/AFP - 14.02.2022

As fotografias em preto e branco condensam uma imersão na selva, com imagens de rios, montanhas e a vida em uma dezena de comunidades indígenas, acompanhadas por uma composição musical que recria os sons da natureza amazônica.

O fotógrafo se disse "esperançoso" de que o próximo governo, a ser definido nas eleições de outubro, tenha "maior preocupação" com a preservação dos biomas. O desmatamento aumentou desde que Jair Bolsonaro assumiu a Presidência em 2019, atingindo seu máximo em 15 anos, com 13.235 km² registrados no período de agosto de 2020 a julho de 2021.

Exposição 'Amazônia', no Sesc Pompeia, traz fotos do Sebastião Salgado

Exposição 'Amazônia', no Sesc Pompeia, traz fotos do Sebastião Salgado

Nelson Almeida/AFP - 14.02.2022

Últimas