São Paulo Golpe da falsa restituição do IR pode ter feito mais de 400 vítimas

Golpe da falsa restituição do IR pode ter feito mais de 400 vítimas

A´pos caírem no golpe, empresários levam multa. Uma das vítimas,  que receberia R$ 820 mil, hoje deve mais de R$ 1 milhão

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Quadrilha aplica golpes em empresários de SP

Quadrilha aplica golpes em empresários de SP

Reprodução/Record TV

A Polícia de São Paulo realizou uma operação contra uma quadrilha especializada em aplicar golpes em empresários. Os criminosos diziam que a vítima tinha uma restituição na Receita Federal e prometiam recuperar o dinheiro. A polícia acredita que o grupo pode ter feito mais de 400 vítimas.


No apartamento de um dormitório na periferia de São Paulo, uma das golpistas levava uma vida discreta, mas a garagem do prédio popular escondia uma coleção de carros de luxo. São modelos que, juntos, somam mais de R$ 5 milhões.

Os golpistas procuravam empresários da capital paulista e ofereciam serviços de restituição de impostos. Os suspeitos diziam que a vítima tinha um alto valor a receber. A quadrilha mostrava até documentos de arrecadação fiscal falsos.

O valor chegava a ficar visível no site da receita por alguns dias. Para isso, a quadrilha cobrava 30% do valor como honorários. Após uma auditoria da Receita, vinha o problema: nada de restituição e ainda uma multa - quando o grupo já estava com o dinheiro.

Uma das vítimas, um empresário da construção civil, recebeu R$ 870 mil no esquema fraudulento. Pagou R$ 250 mil para a quadrilha no mesmo dia, mas duas semanas depois recebeu uma multa da receita federal e a dívida dele agora ultrapassa R$ 1 milhão.
 

Para  impressionar os empresários, os criminosos escolheram um endereço nobre para montar a sede da empresa. O prédio fica em um dos metros quadrados mais caros da cidade, na avenida Paulista.

De acordo com a investigação, pelo  menos sete pessoas fazem parte da quadrilha. A polícia já pediu a prisão dos suspeitos e investiga se funcionários da Receita Federal estão envolvidos no esquema milionário.

Últimas