São Paulo Governo de SP inaugura estação Bruno Covas, da linha 9-Esmeralda

Governo de SP inaugura estação Bruno Covas, da linha 9-Esmeralda

Obra vai ampliar as opções de mobilidade e transporte público no extremo sul da capital. Testes começam nesta quarta-feira (11)

  • São Paulo | Do R7

Estação Bruno Covas, da linha 9-Esmeralda, é inaugurada nesta terça-feira (10)

Estação Bruno Covas, da linha 9-Esmeralda, é inaugurada nesta terça-feira (10)

Reprodução/Governo do Estado de São Paulo - 10.08.2021

A estação Mendes-Vila Natal da linha 9-Esmeralda da CPTM (Companhia Paulista de trens Metropolitanos), foi inaugurada nesta terça-feira (10) pelo governador João Doria (PSDB). A futura denominação da estação será em homenagem ao ex-prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que morreu vítima de câncer em maio deste ano. 

"O Bruno estaria aqui conosco, como estava quando lançamos a obra. Ele não está aqui presencialmente, mas espiritualmente está presente. Então essa estação vai levar o nome do Bruno Covas para o nosso orgulho”, disse Doria.

A nova estação vai ampliar as opções de mobilidade e transporte público no extremo sul da capital. A obra faz parte do projeto de extensão da linha, que prevê um investimento total de R$ 975 milhões.

A obra inaugurada vai favorecer a mobilidade dos moradores dos bairros de Grajaú, Estrada dos Mendes, Varginha, Vila Natal, Jardim Icaraí, Jardim São Bernardo e Conjunto Residencial Palmares.

A nova estação começa a funcionar em operação assistida nesta quarta-feira (11), das 10h às 13h, nos dias úteis, com intervalo médio entre trens de 20 minutos. O período de testes é importante para monitorar a adequação dos equipamentos aos sistemas de sinalização já existentes.

Além das estações Mendes-Vila Natal e Varginha (em obras), o projeto de extensão da linha 9-Esmeralda inclui ainda investimentos em todo o sistema de energia, obras viárias e vias férreas.

Para melhorar os deslocamentos e garantir segurança aos passageiros na região próxima à nova estação, foram construídos dois viadutos rodoviários (Jacopo Torriti e Micronésia), que vão eliminar as passagens de nível por estarem localizados acima da via férrea. Os acessos ao prédio, construído em uma área de 4,5 mil metros quadrados, serão feitos pelo lado Leste e Oeste do viário em nível sob o leito ferroviário.

Infraestrutura acessível e sustentável

 A estação Mendes-Vila Natal está equipada com completa infraestrutura para oferecer acessibilidade plena aos passageiros. São duas escadas rolantes, um elevador, três escadas fixas de concreto e uma metálica, pisos podotáteis, comunicação em Braille, corrimãos e rampas adequadas às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

Além disso, conta com itens que garantem a sustentabilidade arquitetônica com gerador próprio de energia, sistema de detecção e combate a incêndio, mecanismo para captação e reaproveitamento de água de chuva, aquecimento solar para chuveiros dos funcionários, bem como equipamentos destinados à coleta seletiva de resíduos sólidos.

Além disso, o espaço conta com monitoramento de câmeras e seis bloqueios normais e um acessível para cadeirante e plataforma central para embarque e desembarque dos trens. 

A estação também contará com bicicletário com capacidade para 100 vagas, cuja construção está incluída na segunda fase das obras da estação, junto com o viaduto ferroviário. 

Últimas