São Paulo Grávida, influenciadora presa em SP consegue alvará de soltura

Grávida, influenciadora presa em SP consegue alvará de soltura

Lauren Adana, de 31 anos, foi condenada por forjar o próprio sequestro e pedir R$ 100 mil de resgate à mãe em 2010

  • São Paulo | Do R7, com informações de Rafael Custódio, da Agência Record

A Justiça do Paraná expediu o mandado de soltura da influenciadora digital e ex-miss, Lauren Adana Lorenzetti, de 31 anos, presa na manhã desta segunda-feira (11). Grávida de 9 meses, ela foi solta à tarde e está casa, segundo a delegacia do Portal do Morumbi, na zona sul da capital paulista.

Ela foi condenada a 7 anos e meio de prisão por ter forjado o próprio sequestro em 2010 com o auxílio do ex-namorado, que morreu, e de um casal de amigos. Ela solicitou à mãe um resgate no valor de R$ 100 mil.

Segundo a delegada da Divisão de Capturas, Ivalda Aleixo, eles foram condenados por extorsão mediante violência moral à mãe da influenciadora e por estarem em mais pessoas envolvidas no suposto crime.

Lauren cumpria a pena em regime semiaberto. Ela pode trabalhar durante o dia, mas à noite precisava voltar à carceragem.

Ela já tem uma filha de 2 anos e pode dar à luz a qualquer momento. A influenciadora se apresenta como empresária desde os 18 anos e diz ser privilegiada por ser filha e neta única.

Lauren foi levada para Divisão de Capturas, no centro de SP, após mandado de prisão

Lauren foi levada para Divisão de Capturas, no centro de SP, após mandado de prisão

Reprodução / Record TV

Prisão

A influenciadora digital foi presa em São Paulo por agentes do DOPE (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), na manhã desta segunda-feira (11). Ela foi levada da casa onde mora em Alphaville, na Grande São Paulo, para a sede do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), no centro da capital paulista.

A delegacia de São Paulo informou apenas que deu cumprimento a um mandado de prisão definitiva, expedido pela Justiça do Paraná.

Adana tem mais de 130 mil seguidores nas redes sociais e posta a rotina fitness no Instagram. Ela é ex-miss Pato Branco, cidade paranaense onde nasceu e chegou a ser miss Popularidade do Estado do Paraná.

A modelo foi condenada em 2013 após forjar o próprio sequestro para tentar pegar dinheiro da mãe, Vanessa Dallagnol Bassani.

Sequestro

O suposto sequestro aconteceu no dia 18 de abril de 2010, no bairro Vila Nova, em Franscico Beltrão, no Paraná. A ação contou com a ajuda de dois amigos da influenciadora, Juliano Canteros e Marlene Terezinha Rege, e do ex-namorado de Lauren, Douglas Vais Lara.

Ela afirmou para a mãe e para a avó que estava recebendo ameaças. O plano começou logo depois que Vanessa foi deixar o amigo da filha, Juliano, em casa. Ela aproveitou que ficou sozinha e se escondeu na casa de Marlene e ligou para a mãe dizendo que havia sido sequestrada, fingindo ser uma criminosa. O ex-namorado da jovem também tentou extorquir a vítima pedindo um resgate no valor de R$ 100 mil.

Poucas horas depois, o grupo teve medo de ser descoberto e colocou fim ao plano. Mas a mãe de Lauren já havia acionado a polícia. A jovem então simulou que foi liberada pelos sequestradores, ligou para a mãe de um orelhão e pediu para Marlene amarrar seus punhos com fita crepe.

Últimas