São Paulo Grupo armado assalta duas joalherias em shopping de SP

Grupo armado assalta duas joalherias em shopping de SP

Houve tumulto e correria durante roubo no Central Plaza. Vendedoras foram rendidas e um segurança foi baleado no pé 

  • São Paulo | Aline Freitas e Edilson Muniz, da Agência Record

Dois homens, de 27 e 30 anos, foram presos em flagrante após o roubo a duas joalherias no Central Plaza Shopping, na avenida Doutor Francisco Mesquita, no Jardim Ibitirama, zona sul de São Paulo, por volta de 17h30 deste domingo (31).

Cinco suspeitos, com um revólver calibre 38 e uma arma caseira, roubaram simultaneamente as joalherias Casa das Alianças e Lupatelli. Na fuga, um deles atirou contra um segurança do shopping. O tiro acertou o pé do agente, que foi socorrido.

O grupo usou um Hyundai Creta e seguiu até a comunidade Jacaraípe. Dois fugiram a pé e três entraram em um Jeep Renegade cinza para prosseguir com a fuga.

No Creta, a polícia encontrou marcas de sangue e de disparo de arma de fogo. Os agentes acreditam que o ferimento ocorreu por eles terem quebrado as vidraças com socos.

Um dos suspeitos foi preso por equipes do COE (Comando de Operações Especiais) da Polícia Militar de São Paulo. Segundo a corporação, os assaltantes foram agressivos e colocaram a arma na cabeça das vendedoras.

Grupo armado assaltou duas joalherias em shopping durante este domingo (31)

Grupo armado assaltou duas joalherias em shopping durante este domingo (31)

Reprodução / Record TV

Diversas testemunhas que estavam no shopping relataram pânico, correria e terem ouvido ao menos três tiros. Um dos clientes conta que, depois de todo o tumulto e chegada da polícia, quando foi pegar o carro no estacionamento, encontrou o veículo com marca de tiro no para-brisa.

O prejuízo das lojas ainda não foi contabilizado. Em nota, o Central Plaza Shopping confirmou a tentativa de assalto a duas joalherias e informou que colabora com as autoridades.

A ocorrência foi registrada como roubo no 56º Distrito Policial e encaminhada para a Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio do Deic (Departamento Estadual e Investigações Criminais).

O veículo usado na ação foi apreendido. A autoridade policial representou pela prisão preventiva dos dois indiciados. As buscas continuam para identificação e localização dos demais envolvidos.

Últimas