São Paulo Homem é indiciado por assassinato de costureira após ser preso por matar outra mulher

Homem é indiciado por assassinato de costureira após ser preso por matar outra mulher

Márcia Silva foi estuprada e morta a facadas em 2018. Suspeito foi preso em flagrante em janeiro ao matar uma colombiana na mesma área, na zona oeste de SP

  • São Paulo | Letícia Dauer, Geovanna Hora e Laura Augusta, da Agência Record

Márcia foi encontrada por vizinhos

Márcia foi encontrada por vizinhos

Reprodução/ Record TV

A Polícia Civil indiciou um homem suspeito de ter matado a costureira Márcia Marqueliana da Silva, de 30 anos, na região do Jaraguá, zona norte da capital, na tarde de 22 de fevereiro de 2018. Ela foi atacada a facadas, dentro do apartamento onde morava, depois de ser torturada e sofrer violência sexual.

O caso permanecia sem pistas até que, em janeiro, um homem foi preso em flagrante depois de ter matado a facadas uma universitária colombiana e ferido gravemente a irmã dela, também no Jaguaré, zona oeste.

A semelhança dos casos despertou atenção dos investigadores da equipe B-Sul, do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), pois o mesmo assassino também era vizinho da costureira, quando foi morta.

As investigações concluíram que o homem preso em janeiro, na área do 33º DP, pelo ataque às colombianas, era o mesmo que esfaqueou a costureira.

Márcia foi encontrada por vizinhos. Naquele dia, ela ia receber a filha de três anos que chegava da creche com a van escolar, mas como a motorista não encontrou Márcia, uma vizinha recebeu a criança. Preocupada, a mulher foi até o apartamento da costureira e achou Márcia já sem vida.

Últimas