Homem é preso em operação contra quadrilha especializada em roubos

Para despistar vítimas, suspeitos usavam uniformes da Polícia Civil nos assaltos. Nesta quarta, são cumpridos 5 mandados de busca e apreensão

Suspeito teria participado de um assalto ao escritório do Mosteiro São Bento

Suspeito teria participado de um assalto ao escritório do Mosteiro São Bento

Reprodução / Record TV

Um homem foi preso durante uma operação policial coordenada pela 1ª Delegacia Seccional Centro, em São Paulo. As equipes da Polícia Civil cumprem um mandado de prisão e cinco de busca e apreensão contra integrantes de uma quadrilha especializada em roubos. 

A operação, denominada Benedicti, começou por volta das 5h desta quarta-feira (27), na rua Aurora, 322, na Santa Ifigênia, região central de São Paulo, onde fica a sede do 3ºDP. 

Leia mais: Em mês com quarentena, número de homicídios em SP volta a crescer

Na casa do suspeito preso, a polícia apreendeu uma arma e também um uniforme similar ao usado pela Polícia Civil.

Segundo a polícia, os integrantes da quadrilha estão envolvidos no caso do assalto ao Mosteiro de São Bento. Na madrugada de 14 de novembro de 2019, quatro pessoas invadiram o prédio onde funciona o escritório do mosteiro. Na ocasião, os suspeitos se passaram por policiais civis e amarraram os porteiros para acessar o local.

Veja também: Possível cenário de lockdown gera preocupação nas polícias de São Paulo

A Polícia Civil, então, deu início às investigações. A partir de trabalhos de inteligência e imagens de circuitos de segurança, foi possível identificar os envolvidos. Eles são suspeitos de terem participado também de outros roubos.

Na manhã desta quarta, participam da operação 30 policiais civis, em 14 viaturas. Segundo a Polícia, os alvos da ação estão na capital e também na Grande São Paulo.

Leia ainda: Bairros da periferia de SP somam mais mortes por covid-19

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública informou que a operação é realizada contra autores de crimes patrimoniais na região central da capital.