São Paulo Homem é preso por atear fogo e matar esposa na zona leste de SP

Homem é preso por atear fogo e matar esposa na zona leste de SP

Antes de morrer, vítima gravou vídeo relatando o crime cometido pelo marido. Suspeito teve a prisão temporária decretada

  • São Paulo | Rodrigo Balbino, da Agência Record

Homem é preso por atear fogo e matar esposa na zona leste de São Paulo

Homem é preso por atear fogo e matar esposa na zona leste de São Paulo

Reprodução / Record TV

Um homem suspeito de feminicídio foi detido por equipes da Polícia Civil, na zona leste de São Paulo, na tarde desta quinta-feira (28). Familiares de Mariana Thalita de Oliveira procuraram a delegacia com uma gravação da vítima, feita poucas horas antes de ela morrer.

No dia 6 de março, Mariana foi hospitalizada com queimaduras por todo o corpo. Na época, o marido relatou que foi um acidente doméstico que causou os ferimentos.

A vítima ficou cerca de 50 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Pouco antes de morrer, ela recobrou a consciência e relatou aos familiares que o companheiro jogou álcool no corpo dela e, em seguida, ateou fogo.

A família gravou o depoimento de Mariana e apresentou a gravação à polícia. O delegado do caso, Murilo Fonseca Roque, apresentou as provas ao Poder Judiciário, que decretou a prisão temporária do suspeito.

Poucas horas após o pedido ser expedido, policiais civis conseguiram prender o suspeito ainda na casa da mãe, no momento em que um primo tentava ajudá-lo a fugir. Os dois foram detidos e encaminhados para a delegacia, onde permaneceram presos.

De acordo com o delegado do caso, os familiares de Mariana relataram que o casal tinha uma relação conturbada. A vítima já havia registrado pelo menos duas queixas por lesões corporais de brigas anteriores.

Nesta sexta-feira (29), o delegado vai realizar o interrogatório do acusado e encaminhar a denúncia ao promotor de Justiça. O caso foi registrado no 24° Distrito Policial, na Ponte Rasa.

Últimas