São Paulo Homem é preso sob suspeita de matar enteado de 8 anos, que tentava proteger mãe, grávida

Homem é preso sob suspeita de matar enteado de 8 anos, que tentava proteger mãe, grávida

Filho mais velho da vítima, André Miguel percebeu briga e tentou conter agressor, mas foi esfaqueado. Homem quebrou perna da ex

  • São Paulo | Letícia Assis, da Agência Record

Criança de 8 anos é morta por ex-companheiro da mãe em SP

Criança de 8 anos é morta por ex-companheiro da mãe em SP

Divulgação Record TV

Um homem foi preso sob suspeita de ter matado o enteado, uma criança de 8 anos, e esfaqueado a ex-mulher, grávida, na rua Tabarana, no Jardim Santa Clara, em Embu das Artes, Grande São Paulo, na noite desta terça-feira (16).

De acordo com o repórter Thiago Gardinali, da Record TV, a vítima estava de mudança para outro imóvel no município após o término do relacionamento. Durante a mudança, acompanhada dos dois filhos, de 1 e 8 anos, a mulher, que também está grávida de três meses, foi atacada pelo ex-companheiro.

Segundo um vizinho, um dia antes um transformador de um dos postes da rua havia estourado e diversos imóveis da rua estavam sem energia elétrica. À noite, enquanto a mulher organizava os móveis na nova casa, ela foi abordada pelo ex-marido, que não aceitava o fim do relacionamento.

Inconformado com a separação, ele começou a discutir com a ex-mulher e, em determinado momento, sacou uma faca e passou a ameaçá-la. O filho mais velho da vítima, André Miguel, de 8 anos, percebeu a briga e tentou proteger a mãe, momento em que foi esfaqueado pelo agressor. Em seguida, o homem ainda agrediu a mulher, chegando a quebrar uma perna dela.

Vizinhos próximos ao imóvel escutaram a gritaria e tentaram ajudar, quando o homem fugiu correndo pela rua. Um dos moradores do local foi até a casa e encontrou mãe e filho feridos.

Por conta da falta de luz, relatou a testemunha, ele e outros presentes precisaram iluminar o local com a lanterna dos celulares. Então perceberam diversas manchas de sangue.

A vítima pedia a todos que ajudassem o filho, que estava perdendo muito sangue e demonstrava fraqueza. Os vizinhos, então, levaram André Miguel em um veículo particular até um hospital da região, mas o menino não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade médica.

Pouco depois, equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionadas e atenderam a mulher, encaminhada ao Hospital Geral de Itapecerica da Serra.

Depois, equipes da 3ª Companhia do 36° Batalhão de Polícia Militar foram até o endereço,  fizeram um patrulhamento pela região e conseguiram deter o agressor. O homem foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal, onde realizou exames, e, em seguida, levado para a delegacia para prestar depoimento.

O segundo filho de Andreia, uma criança de 1 ano, foi levado para o Conselho Tutelar. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Embu das Artes, que indiciou o criminoso por infanticídio e tentativa de homicídio.

Últimas