São Paulo Homem é preso sob suspeita de matar namorada a facadas em SP

Homem é preso sob suspeita de matar namorada a facadas em SP

Familiares da vítima afirmam que nunca presenciaram o homem sendo violento; a mulher chegou no hospital já sem vida

  • São Paulo | Letícia Dauer e Kaic Souza, da Agência Record

Evaristo, suspeito de matar Karina

Evaristo, suspeito de matar Karina

Reprodução/Record TV

Um homem foi preso em flagrante por suspeita de matar a namorada a facadas em Pirituba, zona norte da capital paulista, na madrugada de quinta-feira (8). O crime aconteceu dentro da residência da vítima, por volta das 3h.

Evaristo Oliveira Mendes, de 34 anos, e Karina Solange Proença Soto, de 40 anos, namoravam havia cerca de seis meses. O homem, também conhecido como Tom, trabalhava em uma padaria, enquanto a mulher era segurança de uma agência bancária.

De acordo com os familiares, Evaristo não morava com a vítima, mas frequentava a residência dela. Eles contaram que nunca tinham presenciado episódios de violência antes e acreditam que o assassinato tenha sido motivado por ciúmes.

Durante a madrugada, Karina e uma colega saíram juntas, quando encontraram Evaristo de bicicleta na rua. Então, a vítima decidiu voltar para a casa com o namorado. Segundo relatos de vizinhos, no trajeto, o casal começou a discutir. Tom chegou a agredir fisicamente a companheira.

Por volta das 3h20, a filha da vítima, Agatha Karoline Proença Soto Tobias, de 20 anos, estava dentro de casa, quando ouviu a mãe gritar "não faça isso". Ela contou aos policiais que viu o homem descendo as escadas, que vinha do portão de entrada, com uma faca ensanguentada.

Então, a jovem - que é fruto de outro relacionamento - subiu até a garagem e encontrou a mãe caída no chão. Ela estava com cerca de 17 perfurações na região da barriga, peito e pulso.

Em seguida, Agatha pediu ajuda aos tios, que também são seus vizinhos. A vítima foi socorrida pela irmã e pelo cunhado e levada ao Hospital Geral da Vila Penteado, onde deu entrada já sem vida.

A investigação aponta que Evaristo tentou fugir pelo portão de entrada, mas o irmão da vítima não permitiu. Em razão disso, ele ainda tentou pular o muro do fundo do quintal e falhou, segundo informações do boletim de ocorrência.

Instantes depois, a Polícia Militar chegou e o prendeu em flagrante. A faca usada no crime foi localizada no telhado.

Em depoimento, o agressor afirmou que teria sido agredido antes com socos e chutes por três homens, sendo um deles namorado de Agatha, que cumpririam ordens de Karina.

O caso foi registrado como feminicídio no 13° Distrito Policial da Casa Verde e é investigado.

Últimas