São Paulo Homem é suspeito de dar três tiros em sócio e executar filho em SP

Homem é suspeito de dar três tiros em sócio e executar filho em SP

Vítimas e suspeito estariam juntos em um caminhão guincho. Quando pararam, o suspeito teria atirado nas vítimas por causa de acerto de contas

assassinato, acerto de contas, mairiporã, pai e filho

Um homem foi preso supeito de balear seu sócio e matar o filho dele na Estrada dos Remédios, em Mairiporã, região metropolitana de São Paulo, na noite desta sexta-feira passada (13).

Os três homens estariam juntos no mesmo caminhão: o suspeito e as duas vítimas, Francisco Gregório Taveira, de 48 anos, e seu filho, Weslen Alves Gregório, de 17 anos. Taveira, além de sócio do suspeito em um loja de celular, trabalhava em um caminhão de guincho.

Segundo a polícia militar, eles teriam avistado um carro parado com o capô aberto e então pararam para oferecer ajuda. Pai e filho desceram do caminhão para guinchar o carro parado, enquanto o suspeito ficou esperando dentro do veículo.

De acordo com o depoimento de Taveira, ele prendia o carro nos cabos de guincho quando teria ouvido alguém pedir para seu filho se abaixar. Na sequência, ele teria visto o filho sendo baleado na cabeça pelo seu sócio e levado três tiros. Tavares foi socorrido e passa bem. Já o jovem morreu no local. 

O suspeito foi indiciado em flagrante e acusado de armar uma emboscada por causa de um acerto de contas no valor de R$110 mil. O dono do veículo quebrado fugiu do local. A Polícia Civil suspeita que o ajudante do assassino seja o irmão do suspeito detido. Ele contnua foragido.

O caso foi registrado na Delegacia Central de Mairiporã.