São Paulo Homem mata namorada, ataca sogra e comete suicídio em SP

Homem mata namorada, ataca sogra e comete suicídio em SP

Suspeito teria feito ameaças à vítima após desentendimento. Mãe de Lorrayne Vieira permanece internada em Santo André 

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Resumindo a Notícia

  • Lorrayne Vieira teria discutido com o namorado no domingo
  • Desde o desentendimento, comportamento do agressor mudou
  • Ele dormiu na casa da namorada e da sogra e atacou as duas com uma faca pela manhã
  • Após matar a namorada, ele tirou a própria vida
Lorrayne foi morta por namorado

Lorrayne foi morta por namorado

Reprodução / Record TV

Mãe e filha foram esfaqueadas na rua São Tomás Mouro, no Sítio dos Vianas, em Santo André, no ABC Paulista, na manhã desta quinta-feira (28). Lorrayne Vieira, de 22 anos, namorada do suspeito, morreu na hora. Já o agressor cometeu suicídio após o crime.

De acordo com a polícia, por volta das 8h, o homem atacou as duas mulheres e, em seguida, tirou a própria vida. 

Segundo vizinhos, o casal namorava há pouco tempo e ele estava diferente nos últimos dias e fez ameaças à jovem. 

O homem havia acompanhado a namorada e a mãe na noite desta quarta (27) até a casa das duas, e então insistiu para dormir ali, de acordo com reportagem da Record TV. Nesta manhã, antes de sair para trabalhar, discutiu com Lorrayne e então começou os ataques com a faca.

A Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência com três vítimas de esfaqueamento. No local, foram encontradas duas pessoas mortas, sendo uma delas o agressor. 

A terceira vítima, uma mulher, foi socorrida por vizinhos e encaminhada para a Santa Casa de Santo André. Segundo familiares, ela está consciente e se recuperando.

Lorrayne morava com a mãe no imóvel. A família está chocada com o crime. Segundo as primeiras informações, o agressor se chamava Edilson, era da Bahia e havia se mudado para São Paulo recentemente.  

Os vizinhos relatam que o homem tinha um comportamento mais reservado e introspectivo e pouco contava sobre a vida.

"É a irmã mais nova, de quatro irmãos. Tinha 22 anos. Era uma menina cheia de sonhos pela frente, terminou os estudos e queria ser médica. Minha amiga, parceira, companheira. Meu braço direito", contou Caroline Vieira, irmã da vítima.

Caroline relatou também que Edilson, o autor do crime, se mostrava uma pessoa dócil e não mostrava nada de anormal em seu comportamento, que mudou no último domingo (24), quando pela primeira vez ameaçou a jovem. A irmã acredita que o crime foi premeditado.

O local foi isolado para perícia. O caso foi registrado como feminicídio no 6° Distrito Policial de Santo André.

Últimas