São Paulo Homem morre após ficar internado com ferimentos causados por explosão de gás em restaurante

Homem morre após ficar internado com ferimentos causados por explosão de gás em restaurante

Antônio Carlos de Sousa, de 59 anos, foi uma das oito vítimas do acidente, que ocorreu no dia 5 de agosto, na Barra Funda (SP)

  • São Paulo | Laura Lourenço, da Agência Record

Fachada, telhado e o andar superior do estabelecimento ficaram deteriorados pela explosão

Fachada, telhado e o andar superior do estabelecimento ficaram deteriorados pela explosão

Reprodução/Record TV

Um homem identificado como Antônio Carlos de Sousa morreu um mês após ter se ferido durante uma explosão de um botijão de gás, em um restaurante localizado na Barra Funda, zona oeste da capital paulista, na terça-feira (6).

A vítima, de 59 anos, estava internada em estado grave no Hospital das Clínicas com queimaduras de segundo e terceiro grau.

Além dele, ao menos sete outras vítimas ficaram feridas com a explosão, que ocorreu em 5 de agosto. 

O velório de Antônio acontece às 9h desta quarta-feira (7) no Cemitério Parque dos Pinheiros. O sepultamento está marcado para às 15h no mesmo local, segundo o plantonista do cemitério.

Relembre o caso

Ao menos oito pessoas ficaram feridas após uma explosão de um botijão de gás em um restaurante na rua Teixeira e Souza, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, por volta das 9h05 do dia 5 de agosto.

O Corpo de Bombeiros informou que Antônio havia sido levado com queimaduras de 2° e 3° grau ao Hospital das Clínicas. Outro homem, de 57 anos, foi encaminhado consciente ao Hospital Metropolitano.

Ainda entre as vítimas, um homem de 35 anos foi levado consciente ao Hospital Mandaqui, e um idoso de 61 anos, encaminhado à UPA (Unidade de Pronto Atendiemnto) de Pirituba.

Imagens às quais a reportagem teve acesso mostram a fachada, o telhado e o andar superior do estabelecimento deteriorados pela explosão. Cadeiras e outros objetos do restaurante foram parar no meio da rua.

Duas ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e dez viaturas dos bombeiros atuaram no caso.

Últimas