São Paulo Homens armados invadem casa e fazem família refém em região nobre de São Paulo

Homens armados invadem casa e fazem família refém em região nobre de São Paulo

Suspeitos teriam 'clonado' controle para entrar em casa no Planalto Paulista. Um dos homens fugiu e fez um motorista refém

  • São Paulo | Letícia Assis, da Agência Record

Policiais buscam homens que conseguiram fugir após invadir casa na zona sul de SP

Policiais buscam homens que conseguiram fugir após invadir casa na zona sul de SP

Reprodução Record TV

Quatro suspeitos armados agridem vítimas após invadirem uma casa localizada na Alameda das Quinimuras, no Planalto Paulista, bairro nobre da zona sul de São Paulo, na tarde da terça-feira (5). Os homens teriam uma cópia do controle remoto da casa e conseguiram entrar.

Durante a tentativa de fuga, um dos integrantes do grupo roubou um carro e fez o motorista refém. Um homem foi preso e três conseguiram fugir.

De acordo com a moradora, que não quer ser identificada, ela estava em uma consulta de telemedicina no quarto quando ouviu batidas à porta. Ao escutar a voz do filho, a vítima decidiu abrir.

Neste momento, a mulher foi surpreendida por três homens armados que estavam fazendo o filho refém com armas apontadas para a cabeça do jovem. Assustada, a vítima ainda tentou proteger o menino.

Segundo a moradora, durante o período em que permaneceram no imóvel os suspeitos amarraram e ameaçaram a mulher e o marido.

Enquanto faziam as vítimas reféns, os homens questionaram a mulher sobre um suposto cofre que havia na casa. Mas, de acordo com a mulher, a família não tinha dinheiro no local.

Investigação

A médica da vítima que estava em consulta no momento da abordagem, percebeu a ação e conseguiu chamar a Polícia Militar. Com a chegada das equipes, três integrantes fugiram em um veículo Ford/EcoSport branco. Um dos suspeitos ficou para trás durante a fuga.

Ainda tentando fugir, na mesma via da casa roubada, o homem abordou um veículo Chevrolet/Spin que passava pela rua. O suspeito chegou a atirar contra o carro, mas o motorista não foi atingido.

De acordo com o capitão Luiz, porta-voz da Polícia Militar, o motorista era um policial reformado que foi obrigado a dirigir com o suspeito dentro do veículo. Após receberem o acionamento via 190, equipes do Radiopatrulhamento com Motocicletas (RPM) se deslocaram até o endereço, onde conseguiram localizar um dos envolvidos em fuga.

Segundo a PM, os policiais perceberam uma movimentação suspeita no veículo, com a vítima tentando sair do carro e decidiram realizar a abordagem. Houve uma breve perseguição até que, poucos metros a frente, os policiais conseguiram alcançar e deter o suspeito. A vítima foi liberada ilesa.

De acordo com a Polícia Militar, posteriormente a Ford/EcoSport também foi encontrada, com diversas marcas de tiros, na Rua Luís Vicente de Simoni, a cerca de 7 quilômetros da residência. Os três integrantes do carro não foram localizados.

Segundo a PM, uma pessoa baleada foi encaminhada ao pronto-socorro do Hospital Saboya. A corporação não soube esclarecer o momento em que a pessoa e o carro foram atingidos pelos tiros, nem quem seria o autor e a vítima dos disparos.

Segundo o Capitão Luiz, a suspeita é que houve uma troca de tiros entre os suspeitos e agentes da Polícia Rodoviária Estadual no momento em que o grupo estava em fuga pela Rodovia dos Imigrantes. O suspeito detido e as vítimas foram encaminhados à delegacia para prestar esclarecimentos. A Polícia busca pistas sobre a localização dos outros três suspeitos.

A moradora ainda relatou que dias antes do crime havia recebido uma ligação suspeita em seu telefone fixo, no qual informou alguns dados de identificação. A mulher acredita que os envolvidos no assalto estejam por trás do telefone.

A polícia ainda investiga como os suspeitos conseguiram entrar no imóvel. De acordo com o repórter Thiago Gardinali, da Record TV, o grupo havia clonado o controle remoto do portão do local e assim conseguido ter livre acesso à casa.

Últimas