São Paulo 'Houve negligência', afirma tio de bebê achado morto preso em rede de gol em creche

'Houve negligência', afirma tio de bebê achado morto preso em rede de gol em creche

Criança de 1 ano e 7 meses morreu no CEU Meninos, na zona sul de SP, após uma parada cardiorrespiratória

  • São Paulo | Do R7, com informações do Balanço Geral, da Record TV

Enrico, que morreu em rede de campo de futebol

Enrico, que morreu em rede de campo de futebol

Reprodução/Record TV

A família de Enrico Braga Souza, de 1 ano e 7 meses, que foi achado morto preso à rede do gol de um campo de fubebol na creche em que estudava, na zona sul de São Paulo, tem muitas dúvidas sobre o que de fato ocorreu com o bebê. Para o tio dele, Rodrigo Pereira, a responsabilidade da fatalidade é da própria escola. "Houve negligência e irresponsabilidade", afirmou.

O caso ocorreu no CEU (Centro Educacional Unificado) Meninos, no Sacomã, na tarde de quarta-feira (31). Uma professora encontrou o menino preso à rede.

Rodrigo Pereira, tio de Enrico

Rodrigo Pereira, tio de Enrico

Reprodução/ Record TV

Em entrevista à Record TV, Rodrigo afirmou que não sabe como recorrer e a quem culpar. Segundo ele, foi dito aos pais de Enrico que teriam cinco professoras tomando conta da turma, com trinta crianças de até dois anos. Enrico teria se afastado do grupo. A polícia considera que havia 18 crianças no local.

"Tinha cinco professores na hora, que estavam responsáveis pela turma. Mas, até agora, nenhum deles se manifestou", revelou o tio do bebê com lágrimas nos olhos.

A polícia investiga o caso e espera laudos que possam dar mais detalhes sobre o ocorrido e sobre a morte do garoto. A investigação analisa também imagens das câmeras de segurança da escola.

Últimas