São Paulo Jovem é torturado por seguranças dentro de supermercado em SP

Jovem é torturado por seguranças dentro de supermercado em SP

A agressão é tão violenta que o menino chega a se desequilibrar. Estabelecimento faz parte da rede Ricoy, na zona sul da capital paulista

Jovem de 16 anos é torturado por seguranças de supermercado em SP

Jovem de 16 anos é torturado por seguranças de supermercado em SP

Reprodução Record TV

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um jovem, de 17 anos, sendo chicoteado por seguranças de um supermercado no Jardim Selma, bairro localizado na zona sul de São Paulo.

O vídeo possui aproximadamente um minuto de duração. A vítima disse que havia furtado um chocolate no estabelecimento, o que motivou os seguranças a torturarem o adolescente. A agressão é tão violenta que o menino chega a se desequilibrar.

Leia mais: Tenente da PM tortura guarda municipal por ciúmes da ex-companheira

As imagens mostram o jovem, nu, em uma sala pequena entre caixas e sacos de verduras do supermercado da rede Ricoy. Um dos seguranças aparece no vídeo proibindo o adolescente de usar as mãos para se proteger. "Não coloca a mão", diz, seguida de outra chibatada. Em seguida, ameaça a vítima: "tô fazendo isso, simplesmente, pra não atrasar o seu lado, pra não ter que te matar (sic)".

O conselheiro do Condepe (Conselho Estadual de Direitos Humanos) Ariel de Castro Alves afirmou que existem indícios contundentes de crime de tortura praticado pelos seguranças. "A tortura ocorre quando alguém é submetido, com emprego de violência ou grave ameaça, a intenso sofrimento físico ou mental", argumentou. O advogado cobra punição aos responsáveis por esses "atos bárbaros e cruéis".

A reportagem do Balanço Geral tentou contato com os responsáveis pelo supermercado, mas não obteve sucesso.

A Polícia Civil de São Paulo irá investigar o ato de tortura - um inquérito civil foi aberto no 80° DP  (Vila Joaniza).

Últimas