São Paulo Jovem tenta fazer rinoplastia caseira e é internado; especialista alerta contra vídeos no YouTube 

Jovem tenta fazer rinoplastia caseira e é internado; especialista alerta contra vídeos no YouTube 

Tutoriais de como realizar procedimentos cirúrgicos ou sobre objetos que prometem afinar o nariz trazem riscos

  • São Paulo | Do R7, com informações do Balanço Geral, da Record TV

Um jovem foi internado depois de tentar fazer rinoplastia sozinho na própria casa, em Campo Limpo Paulista, na zona sul de São Paulo. O rapaz tentou fazer o procedimento para afinar o nariz depois de assistir a vídeos de tutoriais na internet. Ele teria utilizado um anestésico de uso veterinário, fio de sutura absorvível e uma supercola. Após os ferimentos serem tratados, ele teve alta.

Homem ensina procedimento no nariz; rapaz seguiu vídeo da internet e acabou internado

Homem ensina procedimento no nariz; rapaz seguiu vídeo da internet e acabou internado

Reprodução/Record TV

A atitude, porém, chama atenção para que esse tipo de conteúdo na internet não seja seguido. Tutoriais de como realizar procedimentos cirúrgicos ou até mesmo sobre objetos que prometem afinar o nariz trazem riscos e podem resultar em consequências sérias.

Segundo o cirurgião plástico Thomas Benson, uma pessoa que não tem experiência em cirurgia tentar fazer alguma coisa que envolva grande complexidade é algo “programado para não dar certo”.

O paciente em questão usou álcool 70% para higienizar o local, mas não tomou cuidados básicos como o uso de luvas ou a limpeza do sangue no final do procedimento. Além disso, usou anestésico animal e cola instantânea para encerrar o procedimento. Por conta do trauma, ele precisará ser acompanhado por um psicólogo.

O cirurgião Thomas Benson adverte que fazer procedimentos sozinho pode envolver riscos de vida. “Pode necrosar o nariz, desfigurar, ou até trazer consequências mais graves. Uma infecção que se agrave pode até trazer riscos de vida”.

Ele afirma que mesmo procedimentos simples envolvem uma equipe grande: cirurgião, assistente, instrumentador, anestesista, enfermeiro e técnico de enfermagem.

Últimas