São Paulo Jovens são executados por facção após suposto estupro de garotas

Jovens são executados por facção após suposto estupro de garotas

Adolescentes se reuniram com meninas em uma casa após baile funk. Uma delas denunciou a traficantes que teria havido estupro

  • São Paulo | Do R7, com informações do Cidade Alerta, da Record TV

Jovens executados após terem praticado suposto estupro

Jovens executados após terem praticado suposto estupro

Reprodução/Record TV

Quatro amigos foram assassinados depois de um baile funk, e os corpos jogados numa região de mata entre Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, e o bairro de Cidade Tiradentes, na zona leste da capital.

A polícia disse que dois jovens tinham 19 anos, um 18 e outro 16. O que motivou o crime ainda é um mistério, mas policiais investigam um suposto estupro. Os adolescentes teriam sido assassinados por decisão de uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios. Os corpos foram encontrados na sexta-feira (20). As informações foram divulgadas com exclusividade pelo Cidade Alerta, da Record TV, nesta segunda-feira (23).

O relato de testemunhas é de que, após um baile funk, os rapazes se reuniram com quatro garotas em uma casa na região, onde praticaram sexo. Uma das meninas, no entanto, denunciou a um chefe do tráfico de drogas da área que os rapazes teriam praticado estupro.

A facção foi atrás dos adolescentes, então, e conseguiu matar três deles. Uma das vítimas havia conseguido escapar, mas procurou os traficantes com ajuda do pai para explicar que era inocente. O argumento não foi aceito pelo "tribunal do crime", e o rapaz acabou morto. O pai foi liberado.

As vítimas se chamam Bruno Henrique Oliveira Santos, Kelvin Renan Soares Goiano, Cauan Alves Bonfim e Jonathan. A polícia investiga o caso.

Últimas