São Paulo KondZilla relança 'Amor só de Mãe' em homenagem ao MC Zói de Gato

KondZilla relança 'Amor só de Mãe' em homenagem ao MC Zói de Gato

MC Brankim regravou maior sucesso do funkeiro morto em acidente de carro em abril de 2009, na região de Parelheiros (zona sul de São Paulo)

  • São Paulo | Kaique Dalapola, do R7

Clipe gravado em frente a grafite do Zói de Gato, na Vila Natal

Clipe gravado em frente a grafite do Zói de Gato, na Vila Natal

Reprodução/YouTube/Canal KondZilla

Mesmo 11 anos depois da morte de Zói de Gato, é comum os bailes funk de favelas reproduzirem sucessos do artista que morreu precocemente. Agora, um dos maiores sucessos do funkeiro ganhou nova voz e foi lançado pelo canal do KondZilla.

A música “Amor é só de Mãe”, que fez sucesso na voz de Dener Antônio Sena da Silva, o Zói de Gato, há pouco mais de uma década, foi regravada pelo MC Brankim, com produção musical dos DJs RD e Loirin, e publicada no maior canal brasileiro do YouTube na noite desta sexta-feira (25).

Veja mais: Abril trágico - Mortes de 6 funkeiros paulistas seguem sem solução

O videoclipe que homenageia Zói de Gato foi gravado na Vila Natal, bairro da região do Grajaú, periferia da zona sul de São Paulo, onde o artista relatava nas músicas que tinha orgulho de viver. A produção apresenta a mãe do funkeiro, além de fotos, camisetas e grafites com a imagem do artista.

Zói de Gato morreu no dia 9 de abril de 2009, com 16 anos, depois de um acidente de carro na região de Parelheiros, extremo da zona sul de São Paulo.

Na ocasião, o caso foi registrado no 25º DP (Parelheiros) e o inquérito policial foi enviado para a Justiça quatro meses depois, em 31 de agosto, segundo informações da SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) publicada em reportagem do R7 em abril de 2018. Uma pessoa chegou a ser indiciada pela morte, mas o caso foi arquivado sem nenhuma prisão.

O menino com voz infantil usava as músicas para relatar o orgulho de morar na Vila Natal e para descrever cenários de ações com armas, carros e polícia. Além de ressaltar ser da "VN" (sigla do bairro onde morava), dizia qual era o objetivo que tinha na profissão que começava a se destacar: "Não quero bochicho, só quero dinheiro".

O sucesso do jovem foi tão relâmpago que sequer deu tempo de gravar o primeiro videoclipe. O vídeo que ele aparece e faz mais sucesso no YouTube é de uma apresentação na antiga casa de shows Maria Mariah, na avenida Atlântica (zona sul). Esta teria sido a última vez que ele subiu no palco para cantar.

Na abertura do show, ao estilo Racionais MCs, Zói de Gato entra em uma moto de alta cilindrada, deixa o público extremamente agitado e começa o show com muitas vozes cantando junto. Algumas músicas também marcavam o início do que anos depois seria chamado de "funk ostentação".

O produtor musical Alexandro Pereira Santos, conhecido como DJ Tyrim, que acompanhava o Zói de Gato em shows e produzia as músicas dele, a homenagem foi feita por feita por um artista que sempre foi considerado. “O Brankim já era nosso amigo de anos, e o Zói gostava muito dele, então ficou tudo ótimo. Eu estou muito feliz com o resultado”, afirma.

Na noite desta sexta-feira, três horas após a publicação, o videoclipe já contava com mais de 60 mil visualizações. Tyrim acredita que o ritmo de crescimento seguirá por essa é a música do Zói de Gato que “mais tocou em todas as quebradas”.

Últimas