São Paulo Linha de ônibus vira alvo de arrastões na zona leste de SP

Linha de ônibus vira alvo de arrastões na zona leste de SP

Segundo passageiros, que estão se reunindo para relatar casos em rede social, ocorreram três assaltos na Linha 3766-10 nesta semana

  • São Paulo | Raphael Fernandes dos Santos, do R7*

Passageiros e moradores da região do Terminal Itaquera estão assustados

Passageiros e moradores da região do Terminal Itaquera estão assustados

Edu Garcia/R7/01.03.2019

Os passageiros de ônibus e moradores da região de Itaquera, na zona leste de São Paulo, têm relatado casos de arrastões na linha 3766-10 sentindo Cohab 2. Usuários dizem que só nesta semana ocorreram três assaltos em ônibus da linha. No Facebook, as vítimas estão se reunindo para formalizar esses roubos junto à polícia.

Veja mais: Assaltos assustam motoristas e passageiros na BR-101 (RJ)

Segundo relato dos passageiros, os assaltantes entram no lotação, passam a catraca, assaltam as pessoas da parte de trás e descem no ponto próximo ao parque Linear do Rio Verde, onde há uma comunidade perto, logo após a estação Itaquera do metrô. De acordo com os passageiros, não se sabe ao certo o número de assaltantes, mas pelo menos um anda armado.

A moradora Amanda Francez afirmou que sua avó foi uma das vítimas de arrastão ocorrido na sexta-feira (12), às 14h45. Ela contou que s idosa está muito abalada com o acontecido.

"Minha avó ainda está muito assustada. Já passamos outra vez pela região do assalto e ela continua com medo. Ela tem medo, mas não tem jeito, para voltar para casa tem que passar por lá", disse Amanda.

A vítima também contou que o assaltante ameaçou o motorista caso ele tentasse fazer algo. "O motorista não fez nada, pois foi ameaçado. O ladrão disse que ele passava ali todo dia e, caso não o deixasse descer, ia pegar o motorista. Ele estava armado, então ninguém fez nada."

Policiamento preventivo

A SPTrans, empresa que administra o transporte público de São Pualo, informou em nota que mantém contato com a Guarda Civil Metropolitana e Polícia Militar sobre às ocorrências de roubos e furtos dentro dos veículos. De acordo com a empresa, todos os registros são comunicados ao setor de inteligência das autoridades policias.

"Entre janeiro e março de 2019, foram registradas 45 ocorrências de assalto em ônibus, sendo oito na zona leste, afrima a SPTrans", afirmou a nota.

Já a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que as polícias Civil e Militar atuam na região citada para coibir a criminalidade, incluindo os roubos e furtos. No local, o policiamento preventivo e ostensivo é feito pela 3ª Companhia do 28° Batalhão de Polícia Militar do Metropolitano (BPM/M).

"O patrulhamento é intensificado, com base no planejamento estratégico e mapeamento das ocorrências, por meio dos programas Rádio Patrulha, Força Tática, Rocam, além da Ronda Escolar e o Policiamento Comunitário", disse a secretaria.

A nota afirmou também que todos os casos de roubos e furtos na região, que são levados ao conhecimento da Polícia Civil, por meio do boletim de ocorrência, são devidamente investigados. Por isso, o B.O é importante, além de embasar as políticas públicas de segurança.

De acordo com a SSP, no dia 16/04, a Polícia Civil prendeu dois líderes de uma quadrilha envolvida em roubos de celulares em ônibus na zona sul de São Paulo. Durante a investigação, outros 17 integrantes foram presos.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ana Vinhas

Últimas