São Paulo Mais dois homens são detidos suspeitos de abusar de mulheres no metrô

Mais dois homens são detidos suspeitos de abusar de mulheres no metrô

Um bancário também foi detido no Brás após ser flagrado se masturbando em um banheiro

  • São Paulo | Ana Cláudia Barros e Fernando Mellis, do R7

Muitas vezes, molestadores se aproveitam de vagões e estações cheias para cometer abusos

Muitas vezes, molestadores se aproveitam de vagões e estações cheias para cometer abusos

Hélvio Romero/ Estadão Conteúdo - 05.02.2014

As denúncias de passageiras do metrô de São Paulo fizeram com que mais dois suspeitos de abusar de mulheres nas estações e trens fossem levados à delegacia nesta quinta-feira (20). Um dos casos aconteceu na Consolação. Uma usuária chamou agentes de segurança e disse que um homem que seguia na direção contrária, na plataforma, passou a mão na coxa e nas nádegas dela.

Os seguranças localizaram o suspeito dentro de um vagão e o retiraram. O desempregado, de 34 anos, foi encaminhado à Delpom (Delegacia de Polícia do Metropolitano). Durante a abordagem, ele negou que tenha cometido qualquer abuso e disse que apenas esbarrou na passageira. O homem foi ouvido e vai responder em liberdade a um termo circunstanciado de importunação ofensiva ao pudor.

Também nesta manhã, duas adolescentes, de 15 e 16 anos, chamaram seguranças da estação Sé após reconheceram um homem que, supostamente, passou a mão nelas dentro do metrô há cerca de um mês. O designer, de 26 anos, foi levado à Delpom e ouvido. O delegado Cícero Simão da Costa instaurou um inquérito para apurar os fatos. Se confirmado, o homem também responderá pelo mesmo delito do caso anterior.

"Não vou usar mais vestido no metrô", diz mulher que teve partes íntimas filmadas na estação da Sé

Ao entrar em um banheiro com o filho pequeno, na estação Brás, um homem flagrou um bancário de 38 anos se masturbando. Ele se sentiu incomodado e denunciou a agentes. O suspeito foi encaminhado à delegacia e vai responder também em liberdade por ato obsceno.

Nos últimos dias, aumentaram os casos de homens detidos por suspeita de abusar de passageiras nos transportes sobre trilhos em São Paulo. O delegado Simão da Costa diz acreditar que isso se deve à divulgação dos episódios recentes. Ele acrescentou que a polícia está fechando o cerco aos "abusadores".

— Estamos com vários agentes policiais, tanto da unidade de inteligência quanto da delegacia, bem como agentes metroviários e ferroviários infiltrados nas estações e nos vagões.

O delegado Osvaldo Nico Gonçalves, da Deatur (Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista) faz análise semelhante. Para ele, a maior visibilidade das ocorrências na imprensa está ajudando a elevar o número de denúncias.

— Só quero salientar que isso acontece em todo lugar. Acontece no Rio, Alagoas, Sergipe. É um fenômeno do transporte coletivo. Onde tem um monte de gente, sempre aparece um oportunista. Só que nós estamos combatendo. E combatendo firme.

Leia mais notícias de São Paulo

“Encoxadores”

O delegado Cícero Simão Costa também acrescentou que a polícia instaurou inquérito para averiguar sites criado por internautas que se intitulam “encoxadores”. Eles molestam mulheres no transporte público, divulgam vídeos e fotos nas comunidades, além de compartilharem relatos.

— Estamos rastreando esses sites e verificando quem criou as páginas e os usuários que estão acessando. Posteriormente, vamos tomar medida judicial cabível.

Segundo o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, quem está por trás das páginas pode responder por apologia o incitação ao crime.

— Quando nós começamos com esta campanha de prender as pessoas por aqui e reprimir isso, havia mais de 50 grupos. Tiraram do ar mais de 40. Eles se retraíram. Sentiram a ação da polícia.

Denúncia

Quem for vítima ou flagrar algum abuso no metrô ou trens metropolitanos pode denunciar diretamente aos seguranças das estações ou por telefone. O SMS-Denúncia garante o anonimato. No metrô, o número é 9 7333-2252. Já a CPTM disponibiliza o celular 9 7150-4949 ou o telefone 0800-055-0121.

Os usuários devem denunciar os suspeitos imediatamente a algum agente de segurança. Outra opção é mandar um torpedo para o SMS-Denúncia, que garante total anonimato do passageiro. No metrô, o número é 9 7333-2252. Já a CPTM disponibiliza o celular 9 7150-4949 ou o telefone (0800) 055-0121. Também é possível registrar o caso na Delpom, delegacia que fica na estação Barra Funda.

Últimas