São Paulo Manifestantes põem fogo em pneus e bloqueiam pista da Marginal Tietê

Manifestantes põem fogo em pneus e bloqueiam pista da Marginal Tietê

Protesto é realizado por funcionários da Fundação Casa e provoca lentidão nas rodovias Dutra, Fernão Dias e Ayrton Senna

  • São Paulo | Do R7

Funcionários da Fundação Casa põe fogo em pneus e bloqueiam pista na Marginal

Funcionários da Fundação Casa põe fogo em pneus e bloqueiam pista na Marginal

Reprodução Record TV

Manifestantes colocam fogo em pneus, nesta quarta-feira (16) e interditam faixas da Marginal Tietê, em São Paulo, uma das principais vias da cidade. O protesto é realizado por funcionários da Fundação Casa, que erguem uma faixa na via com a frase: "Chega de agressões e assédio moral. Estamos adoecendo."

A manifestação ocorre ao lado do Corpo de Bombeiros e ao lado do Batalhão de Choque. O bloqueio afeta os rodovias Dutra, Ayrton Senna e Fernão Dias. Os funcionários da Fundação Casa anunciaram que entrariam em greve a partir das 7h desta quarta-feira (16) em luta pela campanha de melhoria salarial de 2021.

A categoria realizou o ato que fechou parcialmente a Marginal Tietê, em frente à Fundação Casa da Vila Maria, no sentido Rodovia Castelo Branco, colocando fogo em objetos e obstruindo três faixas da via.

Na terça-feira (15), foi realizada uma assembleia no Sindicato dos Trabalhadores nas Fundações Públicas de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente em Privação de Liberdade do Estado de São Paulo (Sintsep) e a maioria votou pela paralisação.

O grupo afirma que os pedidos de recomposição salarial no período de março de 2020 a fevereiro de 2021 não foram aceitos pela Comissão de Política Salarial e que a única proposta que teria sido aceita pelo governo de São Paulo foi o reajuste de valor diário do vale refeição de R$21,41 para R$23,36.

Além da greve iniciada, o grupo organiza um ato na Avenida Paulista para reivindicar direitos para a categoria. Em nota, a Fundação Casa afirmou que "sempre esteve aberta ao diálogo com o sindicato e que realizou inúmeras reuniões com o propósito de chegar a um acordo".

Os bombeiros conseguiram apagar o fogo nos objetos colocados pelos integrantes do protesto, e tentam desobstruir a via para a liberação do tráfego.

Por meio de nota, a Fundação Casa lamentou "a intransigência do SITSESP (Sindicato dos Trabalhadores nas Fundações Públicas de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente em Privação de Liberdade do Estado de São Paulo), entidade sindical que representa parte dos servidores da Instituição, pela decisão de implementar um movimento de greve em plena pandemia de covid-19"

A instituição afirmou ainda que "nunca houve atraso de pagamento, benefícios (vale refeição, alimentação e convênio médico) e todos empregos foram mantidos, uma situação completamente oposta à do restante da população, que sofre com uma grave crise econômica causada pela pandemia."

Últimas