São Paulo Marido corintiano que matou mulher palmeirense em briga por futebol passa por nova audiência

Marido corintiano que matou mulher palmeirense em briga por futebol passa por nova audiência

Crime ocorreu em 31 de janeiro de 2021; julgamento nesta quarta-feira (5), na zona oeste de SP, decidirá se homem vai à júri

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi, da Agência Record

Casal tinha dois filhos gêmeos

Casal tinha dois filhos gêmeos

Reprodução

A segunda audiência de instrução de Leonardo Souza Ceschini, acusado de matar a própria esposa no dia 31 de janeiro de 2021 após uma discussão por futebol, ocorre nesta quarta-feira (5), com previsão de início às 13h30, no Fórum Criminal da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo.

Érica Fernandes Alves Ceschini era palmeirense e foi morta pelo marido, corintiano, após uma partida que sagrou o Palmeiras campeão. Leonardo responde pelo crime em liberdade.

• Compartilhe esta notícia no Whatsapp
 Compartilhe esta notícia no Telegram

A audiência, que decidirá se o homem irá a júri ou não, estava agendada para o dia 22 de novembro de 2022. Porém, foi adiada para o dia 1° de março, para que fosse realizado um laudo psicológico nos filhos gêmeos do casal.

O exame indicou a possibilidade de os garotos terem visto o crime. Eles estavam no apartamento no momento do homicídio e tinham cerca de dois anos na época.

Nesta quarta (5), serão ouvidos o policial militar Fernando de Sousa David, que atendeu a ocorrência, e Paulo César Ceschini, familiar de Leonardo. O parente prestará seu depoimento de forma online.

Relembre o caso

Segundo a polícia, vizinhos ouviram uma briga entre o casal e acionaram a Polícia Militar. No local, os agentes encontraram Érica com diversos ferimentos de faca. Foi realizado atendimento, mas a mulher morreu ainda no local. O homem também tinha ferimentos.

Ainda de acordo com a polícia, a palmeirense estava feliz com um título conquistado pela equipe. De acordo com os vizinhos, uma discussão se iniciou durante as comemorações da vítima.

Leonardo contou à polícia que foi a mulher quem o atacou com a faca primeiro, e que teria tomado a arma de sua mão e ferido ela.

Últimas