São Paulo Médica do Samu é flagrada usando dedos de silicone para registrar ponto de colegas

Médica do Samu é flagrada usando dedos de silicone para registrar ponto de colegas

Caso aconteceu em Ferraz de Vasconcelos; ela foi descoberta após denúncia anônima

Médica do Samu é flagrada usando dedos de silicone para registrar ponto de colegas

Seis "dedos" foram apreendidos com a suspeita, que alegou que registrava os pontos a mando de um diretor

Seis "dedos" foram apreendidos com a suspeita, que alegou que registrava os pontos a mando de um diretor

Miguel Leite/ Secom/Ferraz

Uma médica do Samu (Atendimento Móvel de Urgência) de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, foi surpreendida neste domingo, utilizando dedos de silicone para validar o ponto digital biométrico de seis profissionais, entre médicos e enfermeiros. O relógio de ponto estava instalado em uma repartição da prefeitura. De acordo com a Secretaria de Comunicação do Município, a suspeita é de que ela atribuía presença aos envolvidos sem que  estivessem cumprindo expediente ou plantão. Outras pessoas podem estar ligadas ao esquema.

O flagrante foi feito por integrantes da GCM (Guarda Civil Municipal), que contou com a parceria do Ministério Público. Após denúncia anônima de que haveria funcionários fantasmas no atendimento do Samu, câmeras foram instaladas no prédio onde estava o ponto biométrico. A ação da profissional teria sido registrada.

Levada à Delegacia de Polícia de Ferraz, a médica, de 28 anos, foi autuada em flagrante por falsificação de documento público. A informação inicial dava conta de que ele seria conduzida à cadeia Pública Feminina de Poá, caso o pedido de habeas corpus feito por seus advogados não seja aceito pela Justiça.

Conforme o boletim de ocorrência, a funcionária teria confessado que fazia os registros de ponto em nome dos colegas a mando de um diretor.

Leia mais notícias de São Paulo

Sindicância

Segundo a Secretaria de Comunicação, uma sindicância interna será instaurada para apurar o esquema. Há a possibilidade de alguns funcionários envolvidos serem afastados durante a investigação.

Na segunda-feira (11), o prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Acir Filló, dará uma entrevista coletiva sobre o caso. O secretário de Saúde de Ferraz, Juracy Ferreira da Silva, e o secretário de Governo, Adair Loredo, também estarão presentes.

Material foi apreendido e entregue à polícia

Material foi apreendido e entregue à polícia

Miguel Leite/Secom/Ferraz

Assista ao vídeo: