São Paulo Moradores de favela na Faria Lima são retirados em reintegração

Moradores de favela na Faria Lima são retirados em reintegração

Ação de despejo ocorre nesta manhã na comunidade Coliseu. Bloqueios trouxeram impacto no trânsito, que parou. Passageiros desceram dos ônibus  

  • São Paulo | Do R7

Ação de reintegração de posse ocorre na rua Coliseu, perto da Faria Lima

Ação de reintegração de posse ocorre na rua Coliseu, perto da Faria Lima

Reprodução / Google Street View

Uma reintegração de posse ocorre na manhã desta terça-feira (28) na comunidade Coliseu, na região da Vila Olímpia, na zona sul de São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, não há registro de conflitos no local. O terreno é de propriedade do Estado e no local serão construídos imóveis da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano).

Leia mais: Unidades do Cate de São Paulo têm mais de 4.200 vagas de emprego

A ação acontece numa área nobre de São Paulo e trouxe impactos para o trânsito. A avenida Faria Lima travou e passageiros preferiram descer dos ônibus ainda antes da avenida Rebouças e seguir a pé até o cruzamento com a avenida Juscelino Kubitschek. 

Como a reintegração de posse estava programada para esta terça-feira, alguns condomínios da região emitiram comunicados alertando os usuários sobre possíveis transtornos com a ação da polícia.

Veja também: Suzano recebe centro de apoio à vítima quase um ano após massacre

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) monitora o trânsito na rua Funchal, entre as ruas São Tomé e Gomes de Carvalho, até as 18h. Parte das famílias deixou o local com antecedência e a expectativa é de que a reintegração de posse continue tranquila, segundo a PM.

Para não perder tempo, passageiros desembarcaram de ônibus na Faria Lima

Para não perder tempo, passageiros desembarcaram de ônibus na Faria Lima

Reprodução / Rafael Italiani

De acordo com a Sehab (Secretaria de Habitação), o processo de desapropriação da área foi realizado pela Cohab em 2014. O Empreendimento Coliseu deverá ter 272 unidades habitacionais de interesse social, composto por três condomínios: Colisei 1 e 2 com 109 unidades (além de 7 boxes comerciais alinhados com a rua Funchal) e Coliseu 3, com 54 unidades.

Segundo a prefeitura, os apartamentos terão 2 dormitórios, sala, cozinha, área de serviço, banheiro e terraço. O valor aproximado para a construção do empreendimento (verba exclusiva da Operação Urbana Faria Lima) é de R$20.329.345. A previsão é que a construção comece ainda em fevereiro.

A Sehab afirmou que os 272 apartamentos serão destinados às famílias da comunidade Coliseu que foram removidas das áreas que sofreram intervenções da operação urbana.

Últimas