São Paulo Morte de família de policiais: fotos da cena do crime são divulgadas

Morte de família de policiais: fotos da cena do crime são divulgadas

Polícia acredita que Marcelo Eduardo Pesseghini, de 13 anos, matou os parentes 

Morte de família de policiais: fotos da cena do crime são divulgadas

Fotos da cena do crime mostram como família foi encontrada

Fotos da cena do crime mostram como família foi encontrada

Reprodução/Rede Record

Imagens tiradas na casa onde a família de policiais militares foi encontrada morta, na Brasilândia, zona norte de São Paulo, foram divulgadas para a imprensa na última quinta-feira (8). As fotos mostram como os corpos foram encontrados no local e confirmam as informações passadas pela polícia de que Luis Eduardo Pesseghini foi morto deitado e Andreia Pesseghini estava ajoelhada na hora do crime. 

A polícia diz que é quase certa a versão de que o adolescente matou os pais, a avó e a tia-avó, entre o fim da noite de domingo (4) e a madrugada de segunda-feira (5) — quando os corpos foram encontrados —, foi à aula com o carro da mãe e se matou no começo da tarde, quando retornou para casa, de carona com um amigo. 

Um laudo preliminar do IC (Instituto de Criminalística) indica que quatro pessoas mortas — pai, mãe, avó e tia-avó — estariam dopadas. A informação foi passada por fontes da TV Record. Além dessas vítimas, o filho do casal de 13 anos também morreu. A polícia afirma que o garoto é o principal suspeito do crime. 

Família de policiais militares é encontrada morta e filho é suspeito. Entenda o caso

Uma análise feita pelo IC no computador que estava na casa das vítimas também indica que, dias antes do crime, alguém pesquisou como dopar pessoas e como conseguir um sono profundo. 

Assista ao vídeo: