São Paulo MP denuncia funcionários de unidade da Fundação Casa por tortura e falsidade ideológica

MP denuncia funcionários de unidade da Fundação Casa por tortura e falsidade ideológica

Nove pessoas são acusadas pelo Ministério Público de praticar crimes contra internos da unidade Vila Maria, na zona leste de SP

  • São Paulo | Nayara Paiva, da Agência Record*

MP pediu medidas cautelares para preservar a integridade das vítimas

MP pediu medidas cautelares para preservar a integridade das vítimas

Reprodução/Google Street View

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) denunciou nove ex-funcionários da Fundação Casa Paulista da Vila Maria por crimes de tortura, violência e falsidade ideológica. A unidade está localizada no Belém, zona leste da capital paulista.

De acordo o MP-SP, os funcionários ocupavam cargos de diretor, coordenador, agente de apoio socioeducativo, psicólogo, assistente social e agente educacional. Os crimes foram praticados contra os internos da unidade.

Ao menos dois adolescentes foram agredidos dentro da instituição, com socos, cotoveladas, chutes, tapas e joelhadas. Alguns dos funcionários envolvidos registraram o boletim de ocorrência com conteúdo falso.

O Ministério Público solicitou ao Judiciário determinação de medidas cautelares para preservar a integridade das vítimas e das testemunhas.

A reportagem pediu uma nota à Fundação Casa a respeito das denúncias.

*Estagiária, sob supervisão de Letícia Dauer

Últimas