São Paulo Mulher é morta a facadas em frente ao Hospital das Clínicas em SP

Mulher é morta a facadas em frente ao Hospital das Clínicas em SP

Marido da vítima se entregou à polícia e disse ter sido o autor do crime. Ele havia levado flores para a mulher um dia antes, no Dia dos Namorados

Mulher é morta pelo marido em frente ao Hospital das Clínicas em SP

Taila era casada com seu assassino e deixa dois filhos

Taila era casada com seu assassino e deixa dois filhos

Reprodução/Facebook

Taila Pimenta Lima, de 26 anos, foi esfaqueada e morta no ínicio da tarde desta quarta-feira (13) em frente ao Instituto de Ortopedia e Tramatologia do Hospital das Clínicas, no bairro Cerqueira César, no centro de São Paulo. O marido dela se entregou à polícia e disse ter sido o autor do crime. 

Um equipe do 1º Batalhão de Trânsito da Polícia Militar estava próximo ao hospital no momento do ocorrido, pois um PM realizava tratamento médico no local. Logo depois do crime, os agentes viram uma movimentação e ouviram pessoas gritando "pega, pega" para um homem que corria.

O marido da vítima, de 31 anos, foi detido e confessou que havia acabado de esfaquear e matar sua esposa — que era uma funcionária terceirizada da limpeza do hospital. Segundo a Polícia Militar, o homem alegou que ele havia sido traído por Taila.

Taila recebeu diversas facadas pelo corpo, e chegou a ser socorrida, porém não resistiu aos ferimentos e morreu. A faca utilizada no crime foi encontrada jogada próximo ao hospital.

Segundo uma testemunha, o homem tinha levado flores para a esposa nesta terça-feira (12), Dia dos Namorados. 

O corpo de Taila passou pelos exames necroscópicos no IML (Instituto Médico Legal) Central. O caso foi registrado no 14º DP (Pinheiros).

Crime ocorreu próximo ao Instituto de Ortopedia e Traumatologia do HC

Crime ocorreu próximo ao Instituto de Ortopedia e Traumatologia do HC

Kaique Dalapola/R7
    Access log