São Paulo Número de vítimas de homicídios volta a crescer em São Paulo

Número de vítimas de homicídios volta a crescer em São Paulo

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, 2.218 pessoas foram assassinadas nos nove primeiros meses deste ano no Estado

  • São Paulo | Kaique Dalapola, do R7

Homicídios em SP voltaram a crescer

Homicídios em SP voltaram a crescer

Márcio Neves/ R7

Após oito anos em queda, o número de vítimas de homicídios dolosos (quando há intenção de matar) entre janeiro e setembro voltou a subir neste ano no Estado de São Paulo, conforme os dados oficiais do governo, divulgados na tarde desta segunda-feira (26).

Leia também: Homem é morto com tiro na cabeça em meio à feira livre em SP

Conforme as estatísticas oficiais, 2.218 pessoas foram assassinadas nos nove primeiros meses deste ano. O número corresponde a oito pessoas mortas por dia no Estado de São Paulo. No mesmo período do ano passado, 2.080 pessoas tiveram a vida tirada.

O Governo do Estado de São Paulo disponibiliza as estatísticas de homicídios mensais a partir de 2001. Desde então, esta é a terceira vez que há uma alta entre janeiro e setembro de um ano comparado com o mesmo período do ano anterior. As outras altas aconteceram em 2009 e 2012.

Somente no mês de setembro, 248 pessoas tiveram a vida tirada intencionalmente em São Paulo — 36 a mais do que no mesmo mês de 2019. Segundo a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo), o número faz com que a taxa de homicídios no Estado seja de 6,82 vítimas para cada grupo de 100 mil habitantes.

Ainda conforme as estatísticas oficiais, 140 pessoas foram vítimas de latrocínio (roubo com morte) no Estado de São Paulo entre janeiro e setembro de 2020. É o mesmo número dos nove primeiros meses do ano passado, e são os menores da série histórica (iniciada em 2001).

Últimas