São Paulo Número de vítimas de latrocínio aumenta 40% em São Paulo

Número de vítimas de latrocínio aumenta 40% em São Paulo

Dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública, nesta quinta-feira (29). Órgão também registrou queda em tipos de crimes

Casos de latrocínio e homicídio em São Paulo aumentam em outubro

Em outubro, trabalho das polícias resultaram em quase três mil prisões em SP

Em outubro, trabalho das polícias resultaram em quase três mil prisões em SP

Denny Cesare/ Estadão Conteúdo

O número de vítimas de latrocínio cresceu 40% no mês de outubro em todo o Estado de São Paulo. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (29) pela SSP (Secretaria de Segurança Pública).

Os casos de latrocínio e homicídio também aumentaram na capital. Em outubro, as ocorrências de homicídio doloso aumentaram 9,8%. Foram 56 casos registrados neste mês, contra 51 no mesmo período de 2017.

Já o número de vítimas de mortes ficou estável, com 58 vítimas. Com as variações, as taxas na capital paulista nos últimos 12 meses foram de 6,01 casos e 6,42 vítimas a cada 100 mil habitantes.

Leia mais: Justiça Militar arquiva inquérito de PM dono de arma que matou jovem

Os latrocínios também tiveram alta de 14,3% no décimo mês deste ano, quando foram registradas oito ocorrências, ante sete do mesmo período no ano passado. Em outubro, a quantidade de vítimas de roubos seguidos de morte aumentou 28,6%, uma vez que foram nove mortos.

Números em queda

A SSP divulgou a queda nos números de estupros, roubos em geral, de carga e furtos na capital paulista para o mês de outubro. Os estupros tiveram diminuição de 17,6% no mês de outubro. O total passou de 279, de 2017, para 230 neste ano. Os roubos em geral, no mesmo período, apresentaram recuo de 4,1%. No ano passado, o órgão registrou 12.441; neste ano, por sua vez, 11.931 — em números absolutos, foram 510 ocorrências a menos. É o menor total da série histórica, desde 2013.

Veja também: Governo de SP retira R$ 75 milhões da Segurança e repassa ao MP

Os roubos de carga tiveram queda de 23,6%. Foram 349 casos em outubro deste ano, ante 457 em igual período do ano passado. Os roubos a bancos caíram 25%, passando de quatro para três.

Já os furtos de veículos caíram 5,5% - passando de 3.837 para 3.625, em números absolutos, a queda foi de 212 ocorrências.  As extorsões mediante sequestro ficaram zeradas pela quinta vez na séria histórica.

O mês de outubro também registrou recuo de 9,4% nos boletins de ocorrência com a natureza de roubos de veículos. A quantidade passou de 2.662 para 2.411, ou seja, 251 casos a menos. É o menor número da série histórica.

Confira: PCC planeja assassinar ex-secretário da Segurança de SP, diz polícia

Em outubro, o trabalho das polícias Civil e Militar na capital paulista resultou em 637 flagrantes de tráfico de entorpecentes. No mês, houve ainda 2.963 prisões e 186 apreensões de armas de fogo.