São Paulo Operação Rodovia mais Segura contou com 18 mil policiais

Operação Rodovia mais Segura contou com 18 mil policiais

Ação que envolveu Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal contou o apoio de dez helicópteros e recuperou 89 veículos furtados

Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal realizou Operação Rodovia mais Segura nesta sexta-feira (8)

Policiais realizam operação nas rodovias de SP

Policiais realizam operação nas rodovias de SP

Divulgação

As polícias Militar do Estado de São Paulo e Rodoviária Federal realizaram, desde a meia-noite de sexta-feira (8), a quarta edição da operação “Rodovia Mais Segura”. A ação, que foi a primeira deste mês, se estendeu até a madrugada deste sábado (9) e foi deflagrada em todo o Estado de São Paulo.

Com a finalidade de combater a criminalidade e prevenir infrações, garantindo a segurança nas rodovias, 18.037 mil policiais militares foram mobilizados, com o emprego de 8.234 viaturas e dez aeronaves distribuídas em 3.108 pontos.

Durante a operação, 73.532 pessoas foram abordadas, sendo 212 pessoas presas e/ou apreendidas e 93 foragidos capturados. Mais de 35 mil veículos foram vistoriados e 348 motoristas autuados por consumo de álcool ou por se recusar a fazer o teste do bafômetro. A PM também apreendeu 20 armas e mais de 87 quilos de drogas, além recuperar 89 veículos produtos de roubo ou furto.

A ação conjunta contou a participação de várias unidades da Polícia Militar, como o Comando do Policiamento Rodoviário, os Batalhões de Ações Especiais de Polícia (Baeps), as Forças Táticas, o policiamento de choque, territorial e ambiental, além do Comando de Aviação por meio do patrulhamento aéreo.

As equipes permaneceram em locais estratégico e houve reforço do policiamento entre marginais e acessos às rodovias estaduais e federais de São Paulo.

Motoristas e veículos selecionados nas abordagens foram fiscalizados por equipes do policiamento ostensivo (BAEP, Força Tática e policiamento territorial), com apoio do policiamento de choque, o policiamento ambiental e o Comando de Aviação, com o patrulhamento aéreo. Os condutores também foram submetidos ao teste de bafômetro e à verificação da documentação e das condições.