Ouvidoria abre procedimento após PM suavizar ditadura na Wikipédia

Para integrante da Comissão Nacional da Verdade, alterações foram uma fraude para tentar amenizar os crimes que já constam em documentos oficiais

PM tentou suavizar ditadura militar na Wikipédia

PM tentou suavizar ditadura militar na Wikipédia

Arquivo/Agência Estado/31.03.1964

A Ouvidoria de Polícia do Estado de São Paulo instaurou, nesta quarta-feira (26), um procedimento para apurar o caso que um policial militar alterou as informações da Wikipédia sobre a ditadura militar no Brasil.

“Pela matéria [do R7] há indícios fortes de conduta inadequada por parte do policial. Cabe à Corregedoria apurar e, confirmando o autor das modificações, tipificar a transgressão disciplinar”, disse o ouvidor Benedito Mariano.

Segundo Mariano, a Ouvidoria deve enviar o caso para a Corregedoria da PM na manhã de quinta-feira (27) e vai seguir acompanhando a apuração do órgão. De acordo com o ouvidor, a Corregedoria deve definir qual penalidade o PM responsável pelas alterações deve sofrer, podendo ser repreensão, advertência ou suspensão.

Entenda o caso

A Ouvidoria pretende chegar no responsável de fazer uma série de alterações, na última sexta-feira (21), no artigo sobre o AI-5 (Ato Institucional Número Cinco) na Wikipédia.

Na última terça (25), o R7 revelou que a edição foi feita a partir de um computador da rede da Polícia Militar Paulista. A alteração, que ficou meia hora no ar, subistituiu "ditadura", "tortura" e "golpe de estado" por "regime", "práticas de extração de informação" e "revolução", respectivamente.

A SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) confirmou que a mudança foi realizada por um policial, destacando que o comando da PM e a pasta não autorizaram que o agente realizasse as modificações. 

Depois que a Corregedoria da PM definir a punição, a Ouvidoria deve se manifestar se concorda ou não com a conclusão.

"Tentativa de negacionismo"

Para o advogado Pedro Dallari, integrante da Comissão Nacional da Verdade, a mudança do artigo sobre o AI-5 na Wikipédia é “uma tentativa de fraude, já que os crimes praticados no período da ditadura militar brasileira constam em documentos oficiais do Estado brasileiro”.

O advogado aponta duas graves tentativas de alteração da história oficial. “Primeiro, a tentativa de fraude no verbete da Wikipédia é o que pode ser chamado de negacionismo, que é a prática dos neonazistas alemães em tentar negar a ocorrência do nazismo. Não se trata de opinião, e sim apagar a história”.

A segunda preocupação para Dallari é o fato de a alteração ter sido feita por um PM. “É um desvio de funcionalidade, porque ao invés de usar o computador para exercer a função, utilizou para fraudar a história em um portal importante como a Wikipédia.”

Dallari afirma ainda que "é importante que haja uma investigação, identificação do responsável e uma punição adminsitrativa para deixar claro que essa é uma conduta inaceitável".