São Paulo Pai agride professor em escola estadual após filha relatar assédio

Pai agride professor em escola estadual após filha relatar assédio

Segundo a jovem, o educador disse que teria relações sexuais com ela se não fosse casado. Pai foi indiciado por lesão corporal

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Um professor de matemática da Escola Estadual Professora Lídia Onélia Kalil Aun Crepaldi foi agredido dentro da sala de aula, na tarde desta segunda-feira (6), em Cosmópolis, no interior de São Paulo. As agressões partiram do pai de uma aluna que acusa o professor de assédio. A jovem tem 14 anos e teria ouvido do professor a seguinte frase: "se eu não fosse casado, transaria com você." As informações são da Record TV.

Assustada, a menina entrou em contato com o pai durante o intervalo. Ele apareceu na escola em em seguida, foi até a sala de aula e abordou o professor. As agressões começaram durante uma discussão e foi flagrada por alunos que assistiam a aula. O professor ficou bastante machucado e o caso foi registrado na Polícia Civil de São Paulo. 

O pai da menina foi indiciado por lesão corporal, e o professor vai ser investigado por assédio sexual.

O R7 entrou em contato com o governo do estado de São Paulo, mas não recebeu resposta até a publicação desta matéria. 

Professor rebateu denúncias de que teria assediado aluna

Professor rebateu denúncias de que teria assediado aluna

Reprodução/ Google Maps

Últimas