São Paulo 'Para-choque se soltou e rasgou pneu', diz motorista de ônibus que levava dupla Conrado e Aleksandro

'Para-choque se soltou e rasgou pneu', diz motorista de ônibus que levava dupla Conrado e Aleksandro

Condutor contou que a peça do veículo se desprendeu por causa de um desnível em estrada de SP. Acidente matou Aleksandro

  • São Paulo | Do R7, com informações de Guilherme Miletta, da Record TV, e Mariana Rosetti, da Agência Record

Ônibus em que estava a dupla saiu da pista, caiu no canteiro central e tombou

Ônibus em que estava a dupla saiu da pista, caiu no canteiro central e tombou

Reprodução/Instagram @conradoealeksandro

O motorista do ônibus que tombou na rodovia Régis Bittencourt, no interior de São Paulo, em acidente que matou o cantor Aleksandro, que fazia dupla com Conrado, informou à Polícia Civil que o para-choque do veículo se soltou, por causa de um desnível na estrada, e rasgou um dos pneus. Em razão disso, ele perdeu o controle da direção.

De acordo com informações apuradas pelo repórter Guilherme Miletta, da Record TV, o condutor Valdoir Martins prestou depoimento no pronto-socorro de Juquiá, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo, onde está hospitalizado. 

O ônibus saiu da pista, caiu no canteiro central e tombou. As declarações coincidem com as informações passadas pelo segurança da banda, que estava próximo ao motorista.

Valdoir, que tem 32 anos de experiência na profissão, contou ainda às autoridades que respeitava a velocidade de 80 quilômetros por hora, não fazia ultrapassagem no momento do acidente e não estava chovendo.

A reportagem apurou que Valdoir não é o motorista titular da banda, que descansava no momento da tragédia. O condutor não teve ferimentos graves e deve receber alta neste domingo (8).

Outras vítimas, também atendidas no pronto-socorro de Juquiá, prestaram depoimento na delegacia de Miracatu, cidade vizinha, na noite deste sábado (7), a fim de esclarecer a dinâmica do acidente.

Últimas